PUBLICIDADE
IPCA
1,16 Set.2021
Topo

Expo 2020 Dubai abre suas portas aos visitantes

01/10/2021 14h24

Dubai, 1 Out 2021 (AFP) - A Expo 2020 em Dubai, a primeira exposição mundial da história no Oriente Médio, abriu suas portas ao público nesta sexta-feira (1º), no calor avassalador do rico emirado do Golfo e em meio à pandemia de covid-19.

Adiada por um ano, a Expo 2020 é o maior evento aberto ao público desde o início da crise sanitária no final de 2019.

O jovem príncipe herdeiro de Dubai, Sheikh Hamdan Bin Mohamed, abriu o evento na noite de quinta-feira em uma cerimônia pomposa.

"Estamos fazendo todo o possível cientificamente para mitigar os riscos associados à covid-19, mas também é necessário seguir em frente", disse à AFP Reem al Hashimy, diretor-geral da Expo 2020, que deseja encontrar "um equilíbrio".

Os visitantes da Dubai World Expo devem ser vacinados ou ter um teste PCR negativo para covid-19 dentro de 72 horas. Essas medidas foram anunciadas pelos organizadores em meados de setembro e as autoridades esperam nada menos que 25 milhões de visitantes em seis meses.

Aisha Hussein, estudante de ciência da computação dos Emirados, declarou-se muito "animada" com a ideia de visitar os pavilhões dos 190 países participantes em sua cidade.

"É realmente um orgulho para Dubai sediar um evento global como a Expo", disse à AFP. As duas maiores companhias aéreas do país, Emirates e Etihad, anunciaram que vão dar ingressos para a Expo aos seus passageiros.

Ismail Halabi, cirurgião egípcio de 29 anos, aproveitou a viagem a Dubai para visitar a exposição. "Claro, eu quero ver os pavilhões dos países muito avançados no campo das altas tecnologias", disse ele à AFP, citando o Japão e a China.

- Grande vantagem - Os Emirados Árabes Unidos, e Dubai em particular, diversificaram sua economia nos últimos anos, em uma região do Golfo altamente dependente das exportações de hidrocarbonetos.

Dubai se tornou um importante centro regional em várias áreas, de finanças a transporte.

Em julho de 2020, Dubai foi uma das primeiras grandes cidades a abrir suas portas para visitantes internacionais, tornando-se um destino popular para turistas que fogem de confinamentos impostos ao redor do mundo para combater a disseminação da covid-19.

"Estamos ansiosos para ver alguns dos programas, provar comidas de diferentes países e descobrir de tudo", disse à AFP Sarah Cann, uma pediatra britânica de 34 anos. "Obviamente, é um grande trunfo para Dubai nos próximos seis meses", disse esta moradora do emirado, acompanhada pelo marido e pelo filho mais novo.

Em 2019, Dubai recebeu mais de 16 milhões de turistas. Antes da pandemia e das restrições de viagens em todo o mundo, o emirado esperava atrair mais de 20 milhões de turistas estrangeiros no ano passado.

A celebração da exposição universal neste país do Golfo, criticado pelas suas violações dos direitos humanos, não agrada a todos, e o Parlamento Europeu chegou mesmo a pedir aos Estados-Membros, em uma resolução, que a boicotassem.

Em um comunicado, a ONG Human Rights Watch criticou nesta sexta-feira uma "imagem de abertura em contradição com os esforços do governo [dos Emirados] para impedir a apuração de suas violações sistêmicas e endêmicas dos direitos humanos".

bur-aem/bfi/mab/jvb/jc

PUBLICIDADE