PUBLICIDADE
IPCA
1,25 Out.2021
Topo

Claro é multada na Colômbia por abusar de dados de milhões de pessoas

21/10/2021 15h46

Bogotá, 21 Out 2021 (AFP) - A operadora de telefonia móvel Claro, propriedade do magnata mexicano Carlos Slim, foi multada em 250.000 dólares por usar sem autorização os dados de milhões de clientes de outras operadoras na Colômbia para vender seus produtos, informou a autoridade local de regulação do mercado nesta quinta-feira (21).

Entre 2020 e 2021, a multinacional usou "a base de dados (...) em que estão registrados todos os números de telefone celular no país para realizar campanhas de marketing em massa", disse a Superintendência da Indústria e Comércio (SIC) em um comunicado.

Cerca de 7,4 milhões de usuários de outras operadoras receberam "ligações não autorizadas" com ofertas da Claro, que obteve "lucros" de 3,5 milhões de dólares "com o uso indevido da base de dados", detalhou a SIC.

Com 33,8 milhões de usuários de telefonia móvel na Colômbia, Claro é a principal operadora desse país de 50 milhões de habitantes.

A empresa do grupo América Móvel tem dez dias para recorrer da decisão.

Esta é a multa mais recente de uma longa lista de penalidades ordenadas pela SIC contra a Claro: no ano passado, o regulador impôs uma multa semelhante por omitir as solicitações de cancelamento de contrato de milhares de usuários; em janeiro, multou esta e outras operadoras por negligenciarem as reclamações de seus clientes, entre outras.

jss/lv/yo/aa

AMERICA MOVIL

PUBLICIDADE