PUBLICIDADE
IPCA
0,73 Dez.2021
Topo

Petróleo tem queda de 10% por temores de nova variante da covid

26/11/2021 19h37

Nova York, 26 Nov 2021 (AFP) - Os preços do petróleo tiveram o pior dia em 17 meses nesta sexta-feira (26), duramente atingidos pelo surgimento de uma nova variante do coronavírus, que lança dúvidas sobre a trajetória da economia mundial.

Um barril de West Texas Intermediate (WTI) para entrega em janeiro teve desvalorização de 13,06% em Nova York, sendo vendido a US$ 68,15.

Desde abril de 2020, quando atingiu preços negativos, não havia queda dessa magnitude.

O WTI voltou em um dia aos níveis do início de setembro.

Em Londres, o barril de Brent do Mar do Norte em janeiro caiu 11,55%, para US$ 72,72.

O movimento está diretamente ligado à descoberta na África do Sul de uma nova variante do coronavírus, batizada nesta sexta-feira de omicron pela OMS, que a descreveu como "preocupante".

"Mesmo sem restrições drásticas" que limitem a propagação do vírus, "as pessoas serão mais cautelosas e isso pesará sobre a demanda" pelo petróleo bruto, estimou Michael Lynch, presidente da Strategic Energy & Economic Research (SEER).

Vários países europeus e os Estados Unidos suspenderam os voos do sul da África nesta sexta-feira para tentar conter o avanço da omicron.

"Estou surpreso com a magnitude dessa queda, porque ainda é muito cedo para saber qual será o impacto e se as vacinas serão eficazes ou não", disse o analista.

De acordo com as agências Reuters e Bloomberg, a Opep e seus aliados dentro da Opep+ planejam modificar sua programação de aumento de produção em reação ao surgimento desta nova variante.

A reunião mensal desta aliança está marcada para a próxima quinta-feira.

tu/juj/eb/mr/ag/am

PUBLICIDADE