PUBLICIDADE
IPCA
0,73 Dez.2021
Topo

Casa de leilões Sotheby's bate recorde de vendas em 2021: US $ 7,3 bilhões

15/12/2021 14h07

Nova York, 15 dez 2021 (AFP) - Depois de um 2020 marcado pela pandemia, a casa de leilões Sotheby's anunciou nesta quarta-feira (15) que em 2021 atingiu o maior valor de vendas de sua história, 7,3 bilhões de dólares, em particular graças a novos públicos e compradores asiáticos.

O valor é o máximo da empresa "em 277 anos de existência", saudou a Sotheby's, comprada em 2019 pelo magnata franco-israelense das telecomunicações Patrick Drahi.

Do total, as vendas em leilão chegaram a US $ 6 bilhões, enquanto as vendas privadas somaram US $ 1,3 bilhão.

O valor conquistado em leilões é 71% superior a 2020, e até 26% superior ao recorde de 2019, ano anterior à crise da saúde.

Segundo especialistas, a pandemia não diminuiu o apetite, nem cortou os meios dos colecionadores. Mas 2020 foi caracterizado por uma oferta mais fraca, que se recuperou em 2021.

Entre os leilões icônicos do ano, a Sotheby's totalizou 676 milhões de dólares em uma única noite de novembro, em Nova York, com a coleção de arte vendida após o divórcio do casal milionário composto pelo incorporador imobiliário Harry Macklowe e Linda Burg, curadora honorária do Met Museum.

De acordo com a Sotheby's, em 2021, 46% dos leilões acima de US $ 5 milhões vieram de compradores asiáticos.

A pandemia, que impossibilitou os leilões presenciais em 2020, obrigou as casas de leilão a inovar e se estabelecer muito mais no mundo digital, que "expandiu consideravelmente o acesso a um número sem precedentes de participantes (em leilões) nos últimos 12 meses", disse a Sotheby's, que também indicou que 39% dos compradores de 2021 eram "novos".

arb/mr/dga/ap

PUBLICIDADE