PUBLICIDADE
IPCA
0,73 Dez.2021
Topo

Euro fez os europeus 'mais fortes', afirma Christine Lagarde

31/12/2021 12h56

Frankfurt, 31 dez 2021 (AFP) - A presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, disse nesta sexta-feira (31) que o euro tornou "mais fortes" os europeus frente à crise, especialmente durante a pandemia, quando completam 20 anos da entrada em circulação das notas e moedas da divisa comum.

"Não há dúvida de que somos mais fortes graças ao euro", escreveu Lagarde em um artigo publicado em vários jornais europeus, entre eles o Frankfurter Rundschau (Alemanha), o Corriere della Sera (Itália) e La Provence (França).

Há 20 anos, em 1º de janeiro de 2002, milhões de europeus de 12 países começaram a transição, deixando para trás liras, francos, marcos e dracmas, entre outras moedas, para o euro.

Símbolo da unidade europeia, mas com economias ainda muito distantes de convergir para o mesmo nível, a nova moeda passou por graves crises, que sempre representam um risco para a sua sobrevivência.

Contudo, "os recentes choques econômicos seriam ainda mais duros sem a estabilidade e a integração que o euro conferiu ao nosso mercado único", afirma a economista francesa, que também foi diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), entre 2011 e 2019.

Em particular, a moeda única desempenhou "um papel essencial na coordenação das respostas na Europa" a partir do surgimento da pandemia de covid-19.

Os governos dos Estados-membros gastaram enormes somas para apoiar setores econômicos estagnados, enquanto o Banco Central Europeu investiu centenas de bilhões de euros para manter boas condições de financiamento na economia.

jpl/LyS/mab/eg/rpr

PUBLICIDADE