PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

AIE: emissões de metano do setor de energia são muitos subestimadas

23/02/2022 08h21

Paris, 23 Fev 2022 (AFP) - As emissões de metano do setor de energia são muito subestimadas nos registros oficiais, alertou a Agência Internacional de Energia (AIE), que pediu uma ação contra este poderoso de efeito estufa.

O índice anual Global Methane Tracker elaborado pela AIE indica que as emissões de metano do setor de petróleo, gás e carvão aumentaram 5% em 2021.

Isto representa 70% a mais que as emissões dos Estados, acrescenta a agência, que pede "mais transparência e medidas mais fortes e imediatas".

O metano é responsável por aproximadamente 30% do aquecimento do planeta desde a revolução industrial. Seu tempo de duração na atmosfera é mais curto (uma dezena de anos) que o do CO2, mas seu poder calorífico é superior.

O setor de energias fósseis representa 40% aproximadamente do metano relacionado com as atividades humanas.

Caso o setor tivesse contido todos os vazamentos de metano em 2021, o mercado teria se beneficiado de mais 180 bilhões de metros cúbicos de gás natural.

Isso representa o equivalente a todo o gás necessário anualmente para o setor elétrico europeu, destaca a AIE.

O relatório constata, no entanto, que esforços foram registrados no setor: as emissões de metano no ano passado não foram retomaram a atividade da mesma forma que a produção de combustíveis fósseis.

"Diante do preço atual elevado do gás, quase todas as emissões relacionadas às operações de petróleo e gás no mundo poderiam ser evitadas a custo quase zero", afirma o diretor da AIE, Fatih Birol.

cho/jz/mar/fp