PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Empresas denunciam Microsoft à Comissão Europeia por práticas anticompetitivas

20/03/2022 10h01

Paris, 20 Mar 2022 (AFP) - Três empresas entraram com uma queixa na Comissão Europeia contra a Microsoft, acusando a gigante de tecnologia americana de práticas anticompetitivas em seus serviços em nuvem, disseram diferentes fontes à AFP.

A Microsoft "está prejudicando a concorrência justa e limitando a escolha do consumidor" no mercado de serviços em nuvem, disse uma dessas empresas, a francesa OVHcloud, em comunicado enviado à AFP.

As empresas reclamam que, sob certas cláusulas dos contratos de licença da Microsoft para seus serviços Office 365, as tarifas são mais caras se o software não for baseado na infraestrutura do Azure, de propriedade do grupo americano.

Também alegam que a experiência do usuário é pior e que há incompatibilidades com outros produtos da Microsoft caso não funcionem com o Azure.

Em comunicado à AFP, a Microsoft disse que "os provedores europeus de serviços em nuvem construíram modelos de negócios bem-sucedidos com software e serviços da Microsoft" e que tinham muitas opções para usá-los.

"Avaliamos continuamente a melhor forma de oferecer suporte aos nossos parceiros e disponibilizar o software da Microsoft para todos os nossos clientes em todos os ambientes, incluindo aqueles com outros provedores de serviços em nuvem", acrescentou.

A queixa, relatada pela primeira vez esta semana pelo Wall Street Journal, foi apresentada no verão passado junto à autoridade de concorrência da Comissão Europeia.

A Microsoft já é alvo de uma reclamação semelhante desde o início de 2021 também perante a Comissão Europeia por outro grupo de empresas.

A gigante americana recebeu várias multas de Bruxelas por práticas anticompetitivas ligadas ao seu navegador Internet Explorer, ao sistema operacional Windows ou às suas regras de licenciamento de programas

jub/elc/vk-reb/oho/dbh/es/mr

MICROSOFT

GOOGLE

AMAZON.COM