PUBLICIDADE
IPCA
-0,68 Jul.2022
Topo

Dois congressistas dos EUA apresentam projeto de lei sobre bitcoin em El Salvador

04/04/2022 21h15

Washington, 5 Abr 2022 (AFP) - Dois congressistas americanos apresentaram um projeto de lei "para mitigar os riscos" para os Estados Unidos da adoção do bitcoin como moeda legal em El Salvador, informou nesta segunda-feira (4) um deles.

El Salvador tornou-se em 7 de setembro de 2021 o primeiro país do mundo a usar oficialmente o bitcoin, legalizando o uso da criptomoeda em todas as transações, como o dólar americano, moeda oficial há duas décadas.

O projeto de lei pede ao Departamento do Estado uma análise sobre os riscos para a segurança cibernética, a estabilidade econômica e a governabilidade democrática em El Salvador, e "um plano para mitigar os riscos potenciais para o sistema financeiro dos Estados Unidos".

A presidente do Caucus Centro-Americano, a democrata Norma Torres, e o republicano Rick Crawford, do subcomitê de contrainteligência, apresentaram a Lei de Responsabilidade por Criptomoedas em El Salvador (ACES) "para mitigar os riscos para os Estados Unidos da adoção do bitcoin como moeda legal em El Salvador".

"As instituições financeiras globais estudaram e detalharam os numerosos riscos da adoção do bitcoin por El Salvador e a comunidade internacional reconhece o perigo potencial", afirmou Torres no comunicado.

"El Salvador é uma democracia independente e respeitamos seu direito de autogoverno, mas os Estados Unidos devem ter um plano para proteger nossos sistemas financeiros dos riscos desta decisão, que parece ser uma aposta descuidada, e não uma adoção ponderada de inovação", completou.

Crawford classificou de "precipitada" a decisão do governo salvadorenho e considerou que "gera preocupação pela estabilidade da relação econômica entre os Estados Unidos e El Salvador".

Este projeto é complementar a outro apresentado pela Comissão de Relações Exteriores do Senado norte-americano no final de março.

No início deste ano, o Fundo Monetário Internacional (FMI) instou El Salvador a retirar o bitcoin, considerando que o uso dessa criptomoeda envolve "grandes riscos associados".

erl/cjc/am