PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Alemanha: roubo de grãos ucranianos pelas tropas russas é 'repugnante'

13/05/2022 08h32

Estugarda, Alemanha, 13 Mai 2022 (AFP) - O ministro alemão da Agricultura, Cem Özdemir, chamou de "repugnantes", nesta sexta-feira (13), os roubos de cereais atribuídos às tropas russas na Ucrâni, em declarações à margem de uma reunião do G7 que tem como objetivo ajudar Kiev a escoar sua produção.

"A Rússia rouba e confisca bens e grãos no leste da Ucrânia", disse Cem Özdemir, acompanhado de seu homólogo ucraniano, Mikola Solski.

"É uma maneira particularmente repugnante de travar uma guerra", insistiu.

Os dois ministros também "discutiram como ajudar a salvar a colheita por terra, ferrovia, ou através do (rio) Danúbio", disse Özdemir, já que a invasão russa e o bloqueio imposto aos portos ucranianos reduziram fortemente as vias de exportação para este grande produtor agrícola.

Na quinta-feira (12), a Comissão Europeia apresentou um plano para ajudar a Ucrânia a exportar sua produção, mobilizando capacidades de carga. Esta questão também estará no centro das discussões da reunião de ministros da Agricultura do G7. Este grupo reúne as sete potências mais ricas do planeta: Alemanha, França, Itália, Canadá, Estados Unidos, Japão e Reino Unido.

"A situação na Ucrânia é realmente complicada, no que se refere às exportação de cereais", relatou Solski, detalhando que 20 milhões de toneladas devem sair dos armazéns do país nos três meses que antecedem a próxima safra.

"Não podemos resolver esta questão sozinhos" e "temos de trabalhar para desbloquear os portos do Mar Negro e estabelecer vínculos logísticos com os portos bálticos", acrescentou.

Conhecida por suas terras negras muito férteis, a Ucrânia era o quarto maior exportador mundial de milho antes da invasão russa e estava prestes a se tornar o terceiro maior exportador de trigo.

ys/mab/pc/tt