PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

Apresentadoras de TV no Afeganistão desafiam ordem talibã de cobrir rosto

21/05/2022 10h15

Cabul, 21 Mai 2022 (AFP) - As apresentadoras das principais redes de televisão afegãs foram ao ar, neste sábado (21), sem cobrir seus rostos, desafiando a ordem dos talibãs e se negando a se submeterem à interpretação do grupo sobre o Islã.

Desde que voltou ao poder no ano passado, os talibãs impuseram uma série de restrições à sociedade civil. Muitas delas visam a limitar os direitos das mulheres.

No início deste mês, o chefe supremo dos talibãs emitiu uma ordem, segundo a qual as mulheres devem se cobrir completamente em público, incluindo o rosto e, de preferência, com a burca tradicional. Antes, bastava um lenço, cobrindo o cabelo.

O temido Ministério afegão para a Promoção da Virtude e Prevenção do Vício ordenou às apresentadores de televisão que fizessem isso até sábado. Mas as jornalistas dos canais TOLOnews, Shamshad TV e 1TV foram ao ar, ao vivo, sem esconder o rosto.

"Nossas irmãs temem que, se cobrirem o rosto, a próxima coisa que vão dizer a elas é que parem de trabalhar", explicou o chefe de notícias da Shamshad TV, Abid Ehsas.

"Esta é a razão, pela qual eles não respeitaram a ordem até agora", explicou à AFP.

O porta-voz do Ministério da Promoção da Virtude e Prevenção do Vício, Mohamad Sadeq Akif Mohajir, alertou que essas mulheres estavam violando a determinação dos talibãs.

"Se não acatarem, falaremos com os responsáveis", frisou.

"Todo mundo que vive sob um sistema - e um governo, em particular - deve obedecer às leis e ordens desse sistema, então eles devem aplicar a ordem", destacou ele.

Os talibãs ordenaram que as mulheres que trabalham no governo sejam demitidas, se não cumprirem o novo código de vestimenta. Os funcionários também correm o risco de serem suspensos se suas esposas, ou filhas, não acatarem a ordem.

abh-jd/jts/nzg/roc/thm/mab/mb/tt