PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

Navio com 18 mil toneladas de milho ucraniano chega à Espanha

13/06/2022 12h52

Madri, 13 Jun 2022 (AFP) - Um cargueiro com 18.000 toneladas de milho ucraniano chegou à Espanha nesta segunda-feira (13) depois de usar o Mar Báltico pela primeira vez, segundo uma organização agrícola, para escapar do bloqueio russo.

O navio "Alppila", de bandeira finlandesa, chegou a La Coruña, na Galiza (noroeste de Espanha), nesta segunda-feira, onde vai descarregar o milho para consumo animal.

De acordo com a Agafac (Associação Galega de Fabricantes de Alimentos Compostos), a associação que recebeu o pedido, o carregamento de milho foi primeiro transportado por caminhão para Romênia e Polônia, antes de embarcar no porto polonês de Swinoujscie, no Mar Báltico.

Em seguida, fez escala em Brunsbüttel, no norte da Alemanha, antes de seguir para a Espanha.

Este é o "primeiro carregamento de grãos através de uma nova rota marítima aberta pelo Báltico para contornar o bloqueio ao qual a Marinha russa submeteu os portos ucranianos do Mar Negro desde o início da guerra", disse Agafac.

A invasão russa lançada em 24 de fevereiro paralisou as exportações de cereais da Ucrânia, grande produtor, provocando uma alta nos preços destes e de fertilizantes, e despertando temores de uma crise alimentar em muitos países, especialmente na África e no Oriente Médio.

De acordo com o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, Kiev exporta atualmente dois milhões de toneladas de cereais por mês por trem, uma quantidade muito inferior à que exportava antes da guerra e o bloqueio de seus portos, principalmente o de Odessa.

A ONU e países como França e Turquia pressionam pela abertura de um corredor marítimo no Mar Negro que permita a retomada das exportações ucranianas.

No final de maio, o próximo comandante das forças americanas na Europa, o general Chris Cavoli, explicou que a Alemanha estabeleceu "uma ponte ferroviária" com a Ucrânia para ajudá-la a exportar grãos que se acumulam no país por causa do bloqueio russo.

A empresa ferroviária alemã "está extraindo neste momento enormes quantidades de cereais, via Polônia, em direção aos portos do norte da Alemanha, para exportação", disse.

vab/mg/al/du/mb/aa