PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

Musk se reúne com funcionários do Twitter para responder suas dúvidas

16/06/2022 13h58

Nova York, 16 Jun 2022 (AFP) - O magnata Elon Musk se reúne com funcionários do Twitter nesta quinta-feira (16) e deve esclarecer sua visão para a rede social que ele propôs comprar há dois meses.

A reunião será realizada virtualmente e Musk responderá a perguntas enviadas antecipadamente por alguns dos 7.500 funcionários da empresa sediada em São Francisco.

O jornal The Wall Street Journal disse que Musk, dono da Tesla e da Space X, aproveitará a oportunidade para reiterar seu objetivo de assumir o controle do Twitter, em um momento em que alguns observadores duvidam que a operação seja concretizada.

Na bolsa de valores, as ações do Twitter valem 30% menos do que o preço proposto em abril por Musk; o que mostra que Wall Street não está muito convencida.

O presidente do conselho do Twitter, Bret Taylor, confirmou na quarta-feira que a empresa "pretende finalizar a transação".

Desde que anunciou uma participação acionária no início de abril, Musk enviou sinais mistos e até agressivos.

No início de junho, ele ameaçou retirar sua oferta e acusou a direção da empresa de resistir aos seus pedidos de informações sobre contas falsas e spam (e-mails indesejados pelo destinatário). O Twitter concordou em fornecer a ele as informações.

Em relação ao financiamento da operação, Musk reduziu significativamente o endividamento inicialmente previsto, que agora é de 13 bilhões de dólares para os 44 bilhões que a compra deveria custar.

Musk, o homem mais rico do mundo, garantiu o apoio de vários indivíduos e empresas de investimento. Nesta quinta-feira, Changpeng Zhao, chefe da exchange de criptomoedas Binance, disse à AFP que contribuiria com 500 milhões de dólares.

"O Twitter é provavelmente a plataforma de liberdade de expressão mais importante do mundo", disse o empresário canadense à AFP.

Alguns dos funcionários do Twitter estão preocupados com as decisões que Musk tomará quando estiver no comando da empresa.

Musk criticou repetidamente a política de moderação de conteúdo do Twitter, mesmo quando se tornou acionista. Em sua opinião, a rede social restringiu a liberdade de expressão. Musk acredita que o Twitter é "politicamente orientado para a esquerda" e deveria ser "mais imparcial".

tu-dho/jum/LyS/gm/dga/aa

Twitter

TESLA MOTORS