IPCA
0,26 Set.2023
Topo

Wall Street fecha em leve baixa antes de reunião do Fed

01/05/2023 20h46

A Bolsa de Nova York fechou com leve queda nesta segunda-feira (1º), após a solução de um novo episódio da crise bancária dos Estados Unidos e na véspera de uma reunião do Federal Reserve (Fed, banco central).

Em Wall Street, um dos poucos mercados que operaram neste 1º de maio, o índice industrial Dow Jones caiu 0,14%, enquanto o Nasdaq, de papéis tecnológicos, retrocedeu 0,11%, e o S&P 500 fechou praticamente estável (-0,04%), segundo os resultados finais.

"O mercado teve um respiro ao ver que a crise bancária ficou de lado [...] por ora", disse Peter Cardillo, da Spartan Capital Securities. 

O banco First Republic, que estava em apuros há semanas por uma fuga maciça de depósitos, foi embargado pelo governo dos Estados Unidos e vendido ao JPMorgan, o maior banco do país.

O JPMorgan ficará a cargo dos valiosos ativos enquanto um dos órgãos reguladores do setor bancário, a FDIC, assumirá parte das perdas.

O acordo "ajudará a estabilizar o sistema", disse o presidente do JPMorgan, Jamie Dimon.

Os investidores também reagiram a indicadores mistos que fizeram subir os rendimentos dos títulos da dívida na véspera do início de uma reunião de dois dias do Fed.

A atividade industrial em abril, medida pelo ISM, registrou um leve aumento, apesar de estar se contraindo há cinco meses. Já o componente de preços pagos mostra que os preços continuaram subindo, o que preocupa o Fed e os investidores atentos à inflação. Além disso, os gastos com construção em março foram mais fortes do que o esperado (+0,3%).

Esses dados "são uma das razões que elevaram os rendimentos dos títulos", disse Peter Cardillo.

Nesse sentido, os rendimentos dos títulos da dívida com vencimento em 10 anos subiram para 3,58%. Já os com vencimento em 2 anos chegaram a 4,14%, enquanto o Fed se prepara para subir as taxas de juros em mais 0,25% na quarta-feira, segundo os analistas.

  

vmt/nth/gm/atm/rpr

© Agence France-Presse