Petróleo se recupera e parece encontrar novo equilíbrio

Os preços do petróleo voltaram a subir nesta terça-feira (26) e pareciam encontrar um novo equilíbrio, em um contexto de oferta limitada e demanda incerta.

Em Londres, o Brent do Mar do Norte para entrega em novembro fechou em alta de 0,71%, a 93,96 dólares.

Enquanto isso, em Nova York, o West Texas Intermediate (WTI) com mesmo prazo de entrega registrou alta de 0,79%, a 90,39 dólares.

"Os operadores otimistas lutam contra os 'traders' que apostam na baixa, em torno deste nível de 90 dólares" para o WTI, referência no mercado americano, resumiu José Torres, da Interactive Brokers.

Há 11 dias, o WTI é negociado entre 88 e 92 dólares, sem sair desta faixa no fechamento.

A redução da oferta, decidida pela Rússia e pela Arábia Saudita até o fim do ano, vai de encontro às "preocupações com um possível desaquecimento da demanda devido ao ajuste monetário", resultante do aumento das taxas de juros, acrescentou Torres.

"Vemos sinais de esgotamento nos compradores", destacou Daniel Ghali, da TD Securities.

"Poderíamos ver uma correção mais clara (dos preços), mas não há nenhum sinal de uma revisão (da tendência) do mercado após a escalada (de preços) do verão" no hemisfério norte, argumentou Craig Erlam, da Oanda.

Em um sinal de que o petróleo não está pronto para baixar, os preços do cru fecharam no azul nesta terça, quando o restante dos mercados registrou queda e o dólar atingiu novos valores máximos em meses, dois elementos que em geral puxam para baixo a cotação da commodity.

Continua após a publicidade

O petróleo parece ter encontrado um novo equilíbrio, avaliou Ghali.

tu/mr/arm/mvv/am

© Agence France-Presse

Deixe seu comentário

Só para assinantes