Bolsas

Câmbio

O café britânico que cobra por minuto

Neste café, o cliente pode comer, beber e usar o wi-fi à vontade - mas quanto mais à vontade, mais alta a conta fica.

É isso que propõe o Ziferblat, em Manchester, no norte da Inglaterra, que cobra sete centavos de libra (R$ 0,27) por minuto de permanência.

No valor estão inclusos comida, bebida e wifi à vontade. "Tudo é de graça aqui dentro. Exceto o tempo que você passa", diz o auto-explicativo logo do estabelecimento.

Para usar os serviços da lanchonete, é necessário fazer check-in, como em um hotel. É a partir daí que os minutos começam a ser computados.

O cardápio inclui cafés, chás, chocolate quente, pretzels e bolos de vários sabores.

O cliente pode saborear os quitutes relaxando nas poltronas, sofás e mesas, e o Ziferblat ainda coloca à disposição jogos de tabuleiro. A estratégia, claro, é tentar o freguês a passar o máximo de tempo no local.

O conceito, que começou na Rússia, pode parecer pouco rentável, mas o proprietário está otimista.

Ele cita alguns exemplos de sucesso: na vizinha Liverpool e em Moscou pelo menos dois cafés com o mesmo modelo de negócio estão indo de vento em popa.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos