IPCA
0,51 Nov.2019
Topo

Empregos e carreiras


Qual é a melhor forma de dizer quais são seus pontos fracos na entrevista de emprego

Redação

BBC News Mundo

18/06/2019 18h40

"Qual é seu maior defeito?" Essa é uma pergunta que muitos temem escutar durante uma entrevista de emprego.

Como responder de forma honesta e eficaz, sem recorrer a clichês?

A BBC conversou com vários empregadores, acadêmicos e profissionais de recursos humanos em busca da melhor maneira de reagir a essa pergunta.

"O que o entrevistador não consegue captar com precisão por meio de um currículo é a verdadeira personalidade de alguém. Ao perguntar 'quais os seus pontos fracos', na realidade ele está perguntando: 'estão corretas as conclusões a que cheguei a seu respeito?'", explica James Reed, diretor da Reed Recruitment, uma empresa de contratação de pessoal do Reino Unido.

"Para o empregador, essa pergunta é uma oportunidade para conhecer um pouco mais do caráter do entrevistado", acrescenta.

Seja ousado

Sophie Phillipson, fundadora da HelloGrads, uma empresa de apoio a recém-formados, adverte que respostas como "sou perfeccionista" e "exigente demais" são muito batidas.

Além disso, todo mundo sabe que trabalhar em busca dos melhores resultados e ser exigente não são defeitos, por isso, muitos entrevistadores rebatem pedindo que o entrevistado mencione outros pontos fracos.

"Minha resposta favorita foi de uma recém-formada que começou a resposta dizendo: 'Ah, tenho tantos defeitos que não sei nem por onde começar'. Ela fez os entrevistadores rirem e ficarem do lado dela ao demonstrar inteligência emocional", conta Phillipson.

"A candidata, então, prosseguiu dizendo que não estava completamente 'pronta' para aquela função, já que tinha acabado de sair da universidade e ainda lhe faltava muito conhecimento, mas que ressaltou que tinha pesquisado tudo o que podia sobre o setor e acumulado toda a experiência possível para se preparar, além de garantir que tinha boa intuição e que aprendia rápido."

Que lição podemos tirar desse exemplo?

"Seja atrevido, original e humano se quiser ser lembrado", diz Phillipson.

Prepare-se

Lewis Constable, um redator de textos, teve um branco quando foi perguntado, numa entrevista de emprego há dois anos, quais eram seus defeitos.

"Perdi a vaga, porque, na hora, não fui capaz de pensar num defeito. Fiquei ali parado por uns 150 segundos tentando pensar em algo e não consegui", diz.

"E não é que eu não tenha nenhum defeito. Sou uma pessoa bem crítica comigo mesmo, portanto, não ser capaz de oferecer uma resposta foi vergonhoso para mim. Perguntei a eles se poderíamos voltar a essa pergunta depois. Não me surpreendi quando terminaram a entrevista antes que eu tivesse a oportunidade de responder", lembra.

Evite lugares comuns

"Diga categoricamente que você é consciente de seus pontos fracos e que trabalha duro para superá-los. Evite lugares comuns. Use exemplos da vida real para demonstrar autenticidade e honestidade, dois valores que a maioria dos empregadores aprecia muito", ressalta Jenny Straumers, especialista em psicologia empresarial.

Straumers diz que é importante que o entrevistado seja específico na resposta.

"Mencione um defeito concreto e mostre o que está fazendo a respeito. Por exemplo, não diga simplesmente que está trabalhando suas habilidades sociais. Mencione uma habilidade concreta e diga o porquê", diz.

"Explique como converteu seu defeito em algo positivo. A maior parte dos empregadores quer ver que você se conhece e que está em constante aprendizado", acrescenta.

Seja honesto...

Lee Biggins, fundador e diretor da plataforma de busca de empregos CV-Library, considera que não há nada pior que clichês como "sou perfeccionista", "sempre tenho que ser pontual", "me importo demais com o que faço" ou coisas similares.

"Simplesmente não parece genuíno e acaba soando como todos os demais. Em vez de fazer isso, tente ser honesto nas respostas. Se você tem dificuldade numa área concreta do seu trabalho, admita e acrescente o que está tentando fazer para melhorar", aconselha.

"Por exemplo, você pode dizer: 'luto com a gestão do tempo, mas estou aprendendo a lidar com isso usando alarmes e agendas para assegurar que seguirei um cronograma'", indica.

Ed Johnson, que está à frente do PushFar, um site que assessora quem quer avançar na carreira, assegura que a chave é converter um defeito em algo que a empresa possa considerar uma vantagem.

"Se a empresa tem a característica de ser criativa, você pode admitir que não é muito bom em alguns aspectos relacionados a isso, mas manifeste o desejo de melhorar nessa área. Isso pode fazer com que a empresa sinta que pode te oferecer formação", diz.

... mas saiba escolher

O escritor e estrategista John Lees escreveu vários livros sobre como ir bem numa entrevista. Ele recomenda preparar e ensaiar respostas.

"É melhor preparar respostas curtas sobre seus pontos fortes e fracos, escrevendo-as num papel para treinar em voz alta, de preferência com um amigo de confiança. Mas lembre-se que é comum os entrevistadores darem mais peso e atenção aos defeitos que você mencionar do que aos pontos fortes", lembra.

Ou seja, é importante ser honesto, mas é preciso, também, saber escolher que episódios e aspectos selecionar.

"Nunca revele informações sobre problemas em relações de trabalho do passado, choques culturais, erros como falta de atenção a detalhes, nem diga que se preocupa com o que as pessoas possam dizer de você pelas costas", aconselha.

Especialista dá dicas sobre o que vestir ou não no trabalho

UOL Notícias

Empregos e carreiras