PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

Hotel Plaza de NY irá a leilão em execução de hipoteca, dizem fontes

Hui-yong Yu

17/03/2016 13h19

(Bloomberg) -- O Hotel Plaza, de Nova York, deve ir a leilão no mês que vem, o que poderia acabar com dois anos de incertezas em relação a quem é dono do prédio ao lado do Central Park.

Os irmãos bilionários David e Simon Reuben detêm a hipoteca do hotel cinco estrelas e marcaram um leilão de execução em 26 de abril, de acordo com uma pessoa com conhecimento do assunto, que pediu anonimato porque a venda ainda não foi divulgada.

Os irmãos compraram o empréstimo do Bank of China depois do calote pela atual sócia majoritária do imóvel, a Sahara India Pariwar, no ano passado. A Sahara é controlada por Subrata Roy, que foi preso na Índia no início de 2014 por fraudar investidores.

O Plaza, que fica na esquina da Quinta Avenida com Central Park South, mudou de mãos muitas vezes ao longo de seus 109 anos de história.

O presidenciável Donald Trump comprou o Plaza em 1988 e o casamento com sua segunda esposa, Marla Maples, foi lá. Trump vendeu o hotel para um grupo que incluía o príncipe Al- Waleed bin Talal, da Arábia Saudita, que depois o vendeu à israelense Elad Group, que transformou parte dos quartos do hotel em residências.

Bin Talal retém uma participação minoritária no Plaza, assim como uma entidade vinculada ao empresário hoteleiro Sant Singh Chatwal.

O que está à venda são os quartos de hotel do Plaza, seus restaurantes e espaços comerciais, de acordo com a pessoa com conhecimento do assunto. Segundo a fonte, a venda será realizada em um pacote que também inclui o moderno hotel Dream Downtown, no bairro de Chelsea, a um quarteirão do parque suspenso High Line.

Garantia de empréstimo

Os dois hotéis servem como garantia para o empréstimo do Bank of China e estão contragarantidos com o hotel Grosvenor House em Londres. O hotel Dream pertence a Roy, da Sahara, e a Chatwal.

As hipotecas de ambos os imóveis de Nova York somam cerca de US$ 500 milhões, disse a pessoa com conhecimento do assunto.

Alexander Bushaev, porta-voz dos irmãos Reuben, não quis comentar o leilão de execução da hipoteca. Não houve retorno imediato de telefonemas e e-mails para os representantes de Roy e Al-Waleed depois do horário comercial na Índia e Arábia Saudita.

A venda do Plaza - onde foi assinado em 1985 o histórico Acordo de Plaza para desvalorizar o dólar --ocorre em uma época de forte interesse dos investidores por imóveis de alta visibilidade.

A chinesa Anbang Insurance Group pagou no ano passado US$ 1,95 bilhão pelo emblemático hotel Waldorf Astoria, de Manhattan, e decidiu neste mês comprar a Strategic Hotels & Resorts, proprietária de imóveis luxuosos, por cerca de US$ 6,5 bilhões, de acordo com pessoas com conhecimento do assunto.

A empresa também fez uma oferta surpreendente de US$ 12,9 bilhões pela Starwood Hotels & Resorts Worldwide.