IPCA
0,46 Jul.2024
Topo

BlackRock se junta à Pimco e recomenda proteção contra inflação

Wes Goodman

29/03/2016 11h25

(Bloomberg) -- A BlackRock juntou-se à Pacific Investment Management ao recomendar a compra de títulos atrelados à inflação, alertando que os preços nos EUA estão fadados a subir.

"A estabilização dos preços do petróleo e um mercado de trabalho mais apertado podem contribuir para o aumento da inflação corrente e esperada nos EUA", escreveu Richard Turnill, estrategista-chefe de investimentos globais da BlackRock, no website da instituição na segunda-feira. "Gostamos de bônus atrelados à inflação e de ouro como diversificadores." A BlackRock tem sede em Nova York e administra US$ 4,6 trilhões.

A presidente do Federal Reserve, Janet Yellen, terá oportunidade de explicar suas opiniões durante um discurso na terça-feira, a partir das 12:20, em Nova York. A Pimco, que administra o fundo Total Return, de US$ 87,8 bilhões, e a BlackRock, alertaram os investidores neste ano que a inflação está acelerando. Os representantes do Fed Stanley Fischer e James Bullard afirmaram neste mês que os custos estão subindo, alimentando especulações de que o banco central americano está mais perto de elevar os juros.

O rendimento do título do Tesouro com prazo de 10 anos caía 0,04 ponto percentual para 1,85 por cento às 8:58 em Nova York, de acordo com dados do Bloomberg Bond Trader. O papel com rendimento de 1,625 por cento e com vencimento em fevereiro de 2026 avançava 11/32 ou US$ 3,44 por título com valor de face de US$ 1.000 para 98. 

O Tesouro americano planeja vender nesta terça-feira US$ 34 bilhões em notas com prazo de cinco anos, que rendiam 1,36 por cento nas negociações pré-leilão.

Perdas nas carteiras

BlackRock Inflation Protected Bond perdeu 1,5 por cento nos últimos 12 meses, enquanto o fundo Total Return, da Pimco, perdeu 1,8 por cento, segundo dados compilados pela Bloomberg. Os dois fundos tiveram desempenho pior do que mais de 60 por cento de seus pares.

, da Bloomberg Television. "Ainda achamos que os preços dos mercados contemplam um perfil muito baixo para a inflação. Não achamos que a inflação ficará significativamente acima das metas, mas achamos que existem boas chances de, nos próximos 12 meses mais ou menos, especialmente nos EUA, os índices voltarem a 2 por cento."

A perspectiva de inflação do mercado embutida nos títulos do Tesouro e os preços do petróleo avançaram em relação aos patamares mínimos do ano atingidos em fevereiro. De acordo com pesquisa da Bloomberg com economistas, foram criados 210.000 empregos nos EUA em março, após a abertura de 242.000 vagas em fevereiro. O relatório do governo americano será divulgado em 1º de abril.

Perspectiva de inflação

A diferença de rendimentos entre os títulos do Tesouro de 10 anos e os títulos da instituição protegidos da inflação e com prazo similar ? uma medida das expectativas dos traders para os preços ao consumidor ? subiu para 1,55 ponto percentual, de 1,12 em 11 de fevereiro. A diferença ainda é menor do que a média de 2,08 observada na última década.

O indicador de inflação preferido do Fed subiu 1 por cento nos 12 meses até fevereiro, segundo um relatório publicado na segunda-feira. A variação é metade da meta do banco central, de 2 por cento.

Título em inglês: BlackRock Joins Pimco Warning Investors to Seek Inflation Hedge

--Com a colaboração de Anooja Debnath e Lucy Meakin Para entrar em contato com o repórter: Wes Goodman em Cingapura, wgoodman@bloomberg.net, Para entrar em contato com os editores responsáveis: Telma Marotto tmarotto1@bloomberg.net, Patricia Xavier

©2016 Bloomberg L.P.