PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

Idosos são grupo de anfitriões que mais cresce no Airbnb

Eric Newcomer

31/03/2016 14h58

(Bloomberg) -- O Domo Cogumelo é uma cabine em forma de pentágono com uma abóboda geodésica no lugar do teto, em uma fazenda arborizada por onde passam centenas de beija-flores em busca de néctar. Como o nome diz, parece um cogumelo gigante. Por metade do que pagariam no hotel Four Seasons, três pessoas podem passar um fim de semana na casinha apertada, mas charmosa, fazendo a reserva pelo Airbnb.

Kitty Mrache passou a cuidar do Domo Cogumelo após uma amiga ter construído a cabine na fazenda dela perto do Vale do Silício e passar um tempo morando lá. Após a amiga ter se casado e mudado com o marido para um lugar maior, Mrache ajeitou a casa para seus filhos. Em 2009, os filhos dela estavam adultos e morando em residências normais, então ela listou a raridade no Airbnb, um website de aluguéis por temporada que na época funcionava há menos de um ano.

Hoje, o Domo Cogumelo é a propriedade mais procurada no Airbnb e tornou-se uma ocupação em tempo integral para Mrache, que tem 65 anos e quatro filhos. "Eu era dona de casa", ela conta. "Quando meus filhos foram embora, comecei a procurar trabalho. Estudei computação e descobri que as empresas de alta tecnologia não estavam interessadas em contratar uma mulher com quase 60 anos."

Embora Mrache tenha sido uma das pioneiras do Airbnb, ela se tornou símbolo do grupo demográfico de maior sucesso e que mais cresce no serviço da empresa. No último ano, o número de anfitriões com 60 anos ou mais aumentou 102 por cento, superando a taxa geral de crescimento nos EUA, de 85 por cento. Esses anfitriões mais velhos também recebem as avaliações mais favoráveis, com 62 por cento das estadias ganhando cinco estrelas. Em quase toda faixa etária, as mulheres recebem notas maiores do que os homens, e as mulheres com mais de 60 são as campeãs, de acordo com o Airbnb.

Mrache era uma anomalia quando o Airbnb começou. No início, as pessoas geralmente ofereciam seus sofás ou colchões de ar. A ideia atraia universitários, enquanto seus pais e avós ainda reservavam propriedades em Palm Beach no website VRBO ou ficavam em hotéis. Mas o Airbnb está ficando mais velho, assim como a clientela. O Domo Cogumelo, de Mrache, teve um impacto tão grande sobre o Airbnb que a empresa montou em sua própria sede uma sala de reuniões nos moldes da cabine. Os programadores usam o local para tirar soneca.

Vanessa Johnson, 62 anos, oferece sua residência na região Sul de Los Angeles no Airbnb há quase cinco anos. Ela mora onde já foi a garagem, que a mãe dela transformou em quarto quando a filha tinha 17 anos. O perfil dela no Airbnb é marcado por avaliações cinco estrelas. Uma hóspede contou que Johnson ensinou a ela como encher o tanque do próprio carro, outra disse que foi recebida com uma torta de maçã. No ano passado, esses aluguéis renderam a ela cerca de US$ 30.000. "Se não fosse por isso, eu seria obrigada a vender minha casa", disse Johnson. "Mulheres da minha idade não têm aposentadoria suficiente porque paramos de trabalhar para tomar conta dos outros."