Bolsas

Câmbio

Cinco assuntos que vão dar o que falar hoje

Lorcan Roche Kelly

(Bloomberg) -- O acordo Pfizer/Allergan foi desfeito, os mercados subiram e os favoritos da campanha presidencial americana perderam em Wisconsin. Esses são alguns dos assuntos que vão dar o que falar nos mercados hoje.

Fusão Pfizer/Allergan é cancelada

A Pfizer decidiu abandonar a fusão de US$ 160 bilhões com a Allergan, segundo uma pessoa familiarizada com o assunto. O cancelamento surge após o Departamento do Tesouro revelar novas regras para o combate às inversões fiscais. O cancelamento do acordo, que seria o maior da história na indústria farmacêutica, custará aos bancos e assessores milhões de dólares em comissões perdidas, mas será visto como uma vitória pelo presidente dos EUA, Barack Obama, que classificou as inversões como "uma das brechas mais insidiosas existentes".

Mercados sobem

Após uma sessão confusa na Ásia ao longo da noite, com pouca mudança no índice MSCI Asia Pacific, as ações europeias estão subindo. O Stoxx 600 apresentava alta de 0,4 por cento às 10h11 pelo horário de Londres, recuperando-se da maior baixa em seis semanas, com as ações do setor de energia liderando os ganhos. Os futuros do S&P 500 estavam 0,4 por cento mais elevados. No mercado de bonds, os títulos do Tesouro dos EUA estão desfazendo parte dos ganhos de ontem, enquanto a Alemanha, nesta manhã, vendeu 3,2 bilhões de euros em dívidas com vencimento em 2018 e yield de menos 0,48 por cento.

Divulgação da ata do Fed

O Federal Reserve divulgará a ata da reunião de 15-16 de março às 15 horas. Os investidores irão monitorar sinais de agressividade na política do banco central americano em um momento em que observam o retorno da divergência monetária global. O Banco Central Europeu divulgará amanhã a ata de sua reunião de 10 de março. O euro estava 0,4 por cento mais baixo, a US$ 1,135, às 11h em Londres.

Petróleo se recupera

O petróleo está ampliando seus ganhos após comentários do governador do Kuwait para a Opep dizendo que haverá um acordo para o congelamento da produção, mesmo que o Irã se recuse a participar. O West Texas Intermediate para entrega em maio estava US$ 1,00 por barril mais caro, a US$ 36,87, às 10h57 pelo horário de Londres. Quanto às novidades sobre a consolidação do setor, o Departamento de Justiça dos EUA preparou uma ação judicial para interromper a oferta da Halliburton de comprar a Baker Hughes.

Zebras ganham em Wisconsin

O senador pelo Texas, Ted Cruz, e o senador por Vermont, Bernie Sanders, saíram vencedores nas votações de seus respectivos partidos em Wisconsin, nos EUA. No caso do favorito republicano Donald Trump, o revés aumenta a probabilidade de a corrida seguir todo o seu caminho até a convenção do partido, em julho. Pelo lado democrata, Hillary Clinton ainda mantém uma forte contagem de delegados. Ela está de olho nas primárias de Nova York, em 29 de abril.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos