Bolsas

Câmbio

Iraque eleva produção petróleo antes de discussão congelamento

Anthony DiPaola

(Bloomberg) -- O Iraque ampliou a produção de petróleo para um nível recorde em março, antes da reunião de integrantes da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e outros produtores no Catar para discutir o congelamento da produção e assim diminuir o excesso do produto no mercado global.

A produção no segundo maior produtor da Opep subiu de 4,46 milhões barris por dia em fevereiro para 4,55 milhões no mês passado, de acordo com a estatal Oil Marketing, conhecida como Somo. As exportações aumentaram de 3,23 milhões para 3,81 milhões de barris por dia no período, informou a empresa em comunicado enviado por e-mail.

"O nível de produção é muito maior do que há apenas um ano", disse por telefone na segunda-feira Richard Mallinson, analista de petróleo da Energy Aspects em Londres. O anúncio de produção recorde pela Somo pode representar uma tentativa do Iraque de "estabelecer uma base elevada antes de qualquer congelamento" acordado, ele disse.

A Opep e outros grandes produtores, incluindo a Rússia, têm encontro marcado em Doha, capital do Catar, em 17 de abril, para decidir sobre um possível limite à produção de petróleo, num esforço para elevar os preços do barril. O Iraque apoia o acordo alcançado em fevereiro entre Arábia Saudita, Rússia, Venezuela e Catar para limitar a produção aos níveis de janeiro, afirmou o porta-voz do Ministério de Petróleo do Iraque, Asim Jihad, em 23 de março, sem confirmar se o país concorda em congelar sua própria produção.

O Iraque aumentou a produção do produto do tipo Basra nos campos do sul do país, enquanto a região curda semiautônoma no norte elevou a produção, disse Mallinson. Ainda assim, uma paralisação em um oleoduto na região curda no fim de fevereiro e início de março provavelmente prejudicou a produção, acrescentou.

O país está ampliando produção e exportações após décadas de guerra e sanções econômicas. Em janeiro, o Iraque bateu recorde ao produzir 4,43 milhões de barris por dia, de acordo com relatório da Agência Internacional de Energia publicado no mês passado. O Iraque tem a quinta maior reserva de petróleo do mundo.

A cotação do barril caiu mais de 60 por cento nos últimos dois anos e a receita pública encolheu, em um momento em que o governo trava uma campanha onerosa contra militantes islâmicos que tomaram áreas no norte.

O ministro do Petróleo, Adel Abdul Mahdi, suspendeu sua participação no alto escalão do governo no mês passado, citando desarranjo nos ministérios. Nizar Saleem Numan, que foi nomeado para substitui-lo, retirou sua candidatura no começo deste mês, alegando falta de acordo em torno da proposta de renovação do gabinete.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos