Bolsas

Câmbio

Glencore vê recuperação de preço de metais com aumento da demanda

Luzi Ann Javier

(Bloomberg) -- Se a avaliação da Glencore estiver correta, o ressurgimento das ações do setor de mineração neste ano pode estar apenas começando.

A demanda deverá superar a oferta para zinco e alguns outros metais industriais, disse a empresa de mineração e trading em uma conferência na terça-feira. A projeção surge depois de a oferta excedente e os três anos de quedas nos preços dissuadirem a produção.

A BHP Billiton, maior empresa de mineração do mundo, disse em separado que não espera uma recuperação dos preços e que está aumentando os investimentos em cobre e em petróleo.

"Os déficits estruturais estão retornando, liderados pelo zinco", disse a Glencore em apresentação publicada em seu site para a conferência de mineração, em Miami. "Os desafios da oferta do cobre e do zinco continuam devido à qualidade do recurso e à escassez com os preços atuais".

Um índice monitorado pela Bloomberg Intelligence composto por 18 produtoras deu um salto de 31% neste ano, enquanto os preços dos metais subiram devido aos cortes de produção e à preocupação menor com a economia da China, maior usuária do mundo.

As ações da Teck Resources, que tem sede em Vancouver, mais do que dobraram, liderando os ganhos do índice. O zinco subiu 16% neste ano, alta menor que a de 18% do estanho. O cobre teve pouca variação em 2016.

O Citigroup, banco que saiu na frente da concorrência em 2012 quando os analistas declararam o fim do superciclo de aumento da demanda e dos preços, agora projeta que, com o dólar desvalorizado e a estabilização da economia da China, a maior parte dos mercados tocou terra firme.

Os investidores injetaram US$ 49 milhões em fundos negociados em bolsa apoiados por metais industriais neste ano, mostram dados compilados pela Bloomberg.

A produção de zinco refinado ficará atrás do consumo em 352 mil toneladas neste ano, disse o Grupo Internacional de Estudos do Chumbo e do Zinco em abril, ampliando sua projeção de déficit em relação às 152 mil toneladas estimadas em outubro.

A escassez de cobre refinado chegará a 56 mil toneladas em 2016, disse o Grupo Internacional de Estudo do Cobre em março. Em outubro, o grupo havia previsto um excedente de 175 mil toneladas.

Contudo, nem todos os CEOs do setor de mineração estão prontos para determinar o fim da queda. Enquanto Tom Albanese, da Vedanta, disse que o pior pode ter ficado para trás no setor de commodities, Sam Walsh, da Rio Tinto, disse no início deste mês que "anunciar o piso para a queda é algo corajoso". O índice BI, composto por 18 produtoras, perdeu 14% neste mês com o ressurgimento de dúvidas em relação à China.

Peter Grauer, presidente do conselho da Bloomberg LP, empresa controladora da Bloomberg News, é diretor independente sênior não-executivo da Glencore.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos