Bolsas

Câmbio

Cinco datas cruciais para o Fed antes de possível alta dos juros

Jeanna Smialek

(Bloomberg) -- Agora que a presidente do Federal Reserve, Janet Yellen, e seus colegas estabeleceram as condições que poderiam abrir caminho para uma elevação da taxa de juros no mês que vem, há algumas datas cruciais que poderiam determinar se a medida será adotada ou não. Nas atas da reunião de abril, divulgadas na quarta-feira, os integrantes do banco central dos EUA "julgaram que se os dados a serem recebidos forem compatíveis com a aceleração do crescimento econômico no segundo trimestre", então "provavelmente" seria apropriado elevar os juros na reunião de 14 e 15 de junho. A evolução econômica e os discursos do Fed poderiam oferecer um critério para medir se a exigência está sendo atendida.

27 de maio: Dados do crescimento e Yellen

Já sabemos que o crescimento foi fraco no primeiro trimestre, de 0,5 por cento, segundo as estimativas iniciais, e a segunda leitura, esperada para 27 de maio, deverá reconfirmar isso. Sabemos também que o Fed provavelmente descontará o resultado de sua decisão depois que mencionou, nas atas de abril, que "é improvável que a aparente fraqueza dos investimentos no primeiro trimestre continue".

A notícia mais importante do dia virá de Yellen: ela discursará na Universidade de Harvard em uma conversa com o economista Greg Mankiw. Poderia ser uma chance de sinalizar que junho ainda está no páreo, se ela estiver muito inclinada ao aumento dos juros.

3 de junho: Emprego

Os dados de maio sobre emprego mostrarão à cúpula do Fed se a esperança deles em relação à continuidade da força do mercado de trabalho renderá frutos. Em abril, a economia dos EUA gerou 160.000 empregos, abaixo da média de 224.000 ao longo do ano até abril. O desempregou caiu para 5 por cento, patamar compatível com a condição de pleno emprego da história recente, mas a taxa de participação ainda baixa está convencendo alguns integrantes do Fed de que há um caminho pela frente em termos de absorção da folga no mercado de trabalho.

6 de junho: Yellen na Filadélfia

A última aparição pública de Yellen antes da reunião de 14 e 15 de junho se dará aproximadamente uma semana antes da decisão. Ela tem discurso programado para um almoço do World Affairs Council of Philadelphia, outra grande oportunidade de enviar um sinal aos mercados na véspera do tradicional período de silêncio do Fed, quando os integrantes do banco central encerram os comentários públicos antes de uma reunião de política monetária iminente.

14 de junho: Vendas do varejo

Os dados sobre as vendas do setor de varejo em maio darão uma ideia sobre como estão os gastos dos americanos e o que eles estão comprando, o que ajudará o Fed a entender se sua expectativa de crescimento impulsionado pela demanda está se confirmando.

23 de junho: Brexit

Os britânicos irão às urnas para decidir se devem permanecer ou não na União Europeia após a reunião de junho do Fomc, o comitê de política monetária do Fed. A chamada Brexit é uma nuvem negra no horizonte do Fed em um momento em que o banco central dos EUA avalia se o progresso econômico justifica uma alta nos juros em junho. Integrantes como o presidente do Fed de Dallas, Robert Kaplan, já disseram que uma decisão pela saída no referendo britânico poderia representar riscos para o mercado, como uma fuga de capital em busca de segurança que poderia valorizar o dólar. As pesquisas de opinião e os discursos do Fed no período que antecede o referendo deverão dar indícios sobre se a Brexit é uma preocupação distante ou um motivo para espera no banco central americano.

Para entrar em contato com o repórter: Jeanna Smialek em Washington, jsmialek1@bloomberg.net, Para entrar em contato com os editores responsáveis: Telma Marotto tmarotto1@bloomberg.net, Daniela Milanese

©2016 Bloomberg L.P.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos