Bolsas

Câmbio

Vale estuda venda de fatia em cobre e fertilizantes: Fontes

Dinesh Nair, Scott Deveau e R.T. Watson

(Bloomberg) -- Maior produtora de minério de ferro do mundo, a Vale está impulsionando sua estratégia agressiva de redução de dívida, mantendo conversas iniciais com banqueiros sobre a venda de participações em alguns de seus melhores ativos, segundo pessoas familiarizadas com o assunto.

Buscando captar cerca de US$ 10 bilhões até o ano que vem para pagar a dívida, a empresa com sede no Rio de Janeiro avalia a possível venda de uma participação minoritária de suas operações de cobre no Brasil e da totalidade ou parte de seu negócio de fertilizantes, disseram as pessoas, que pediram anonimato porque as conversas não são públicas.

A Vale também aventou a ideia de colocar à venda uma fatia no negócio de minério de ferro, embora seja desafiador conseguir um preço justo dadas as condições de preços fracos atuais da commodity, disseram as pessoas. As conversas estão nos estágios iniciais e a empresa ainda precisa se decidir sobre o curso de ação ou contratar banqueiros para aconselhar sobre as vendas de ativos, disseram.

Um representante da Vale preferiu não comentar sobre os planos de desinvestimento da empresa. As ações da mineradora caíram 0,2 por cento em Nova York nesta quinta-feira, quando os mercados brasileiros estavam fechados devido ao feriado. A ação negociada nos EUA está em alta de 23 por cento neste ano.

Em fevereiro, o presidente da Vale, Murilo Ferreira, abriu as portas para a venda de alguns dos ativos mais valiosos da empresa depois que a Vale reportou seu primeiro ano de prejuízos desde a privatização, em 1997. A empresa registrou um prejuízo líquido de US$ 8,6 bilhões no quarto trimestre.

A empresa já está tentando levantar até US$ 5 bilhões com ativos não 'core' neste ano, o que inclui a monetização de sua joint venture no setor de carvão em Moçambique, a venda de ativos de energia e uma emissão de ações que a Vale espera concluir neste ano, segundo uma apresentação da empresa.

A Vale se soma a outras mineradoras globais como Freeport-McMoRan, Glencore e Anglo American que também estão buscando vender ativos para quitar dívidas. Isto ocorre depois que a queda dos preços das commodities minou os lucros e elevou a alavancagem e o custo do crédito.

A ampliação do leque de ativos à venda para inclusão de parte de seus ativos mais valiosos ocorre em um momento em que o balanço da Vale está mais fragilizado pela pesada despesa de capital para a conclusão do maior projeto do setor de minério de ferro, chamado S11D.

Título em inglês: Vale Is Said to Weigh Sale of Copper Stake, Fertilizer Business

Para entrar em contato com os repórteres: Dinesh Nair em Londres, dnair5@bloomberg.net, Scott Deveau em Toronto, sdeveau2@bloomberg.net, R.T. Watson Rio de Janeiro, rwatson71@bloomberg.net, Para entrar em contato com os editores responsáveis: Telma Marotto tmarotto1@bloomberg.net, Patricia Xavier

©2016 Bloomberg L.P.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos