Bolsas

Câmbio

Títulos latino-americanos estão atraentes, segundo a Prudential

André Soliani e Christine Jenkins

(Bloomberg) -- A Prudential Financial diz que as dívidas da América Latina ainda estão com preços atraentes após a alta deste ano e que os títulos da Petróleos Mexicanos e as notas soberanas da Argentina estão entre as melhores opções.

David Bessey e Cathy Hepworth, gestores de recursos que ajudam a administrar US$ 26 bilhões em dívidas de mercados emergentes na Prudential Financial, disseram que o yield extra que os investidores recebem para manter dívidas da Pemex em vez de notas do governo representa um "valor realmente bom". As mudanças de governo no Brasil e na Argentina impulsionarão novos ganhos para esses países, sendo que o segundo tem maior potencial de subida por enfrentar menos obstáculos políticos, disseram.

"A América Latina, em geral, ainda tem ativos baratos suficientes para continuar registrando um bom desempenho no restante do ano", disse Bessey, em entrevista no dia 25 de maio. "Globalmente, as taxas de juros continuarão bastante baixas por um longo período. Isso acabará levando os investidores a ativos que ofereçam yields mais elevados, como os títulos dos mercados emergentes".

No Brasil, os títulos locais estão atraentes, em particular aqueles com vencimentos mais longos e as notas ligadas à inflação, disse Hepworth.

As dívidas soberanas internacionais da América do Sul e da América Central subiram 11 por cento neste ano. Foi a região emergente de melhor desempenho, segundo dados compilados pela Bloomberg.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos