Bolsas

Câmbio

Maior exportador de frango, Brasil tem pouco milho para ração

Tatiana Freitas e Gerson Freitas Jr.

(Bloomberg) -- O milho necessário para alimentar os frangos do Brasil, maior exportador mundial da carne, está em falta.

As processadoras de frango do país foram forçadas a reduzir a produção em 10% nos últimos três meses, disse Francisco Turra, presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal, a ABPA. Grandes e pequenas produtoras desativaram plantas, cortaram turnos de trabalho e concederam férias obrigatórias aos funcionários em uma tentativa de reduzir a produção, disse Turra.

A estiagem foi um problema tão grande para os produtores de milho do Brasil, normalmente um dos maiores exportadores do mundo, que o governo suspendeu as tarifas de importação de fora do Mercosul para facilitar o abastecimento. Mesmo assim, os consumidores têm tido dificuldades para conseguir grãos suficientes porque a desvalorização do real aumentou o interesse dos produtores em vender a compradores estrangeiros. Os preços domésticos mais do que dobraram nos últimos 12 meses em meio ao aperto.
 

"Essa escassez de milho foi a surpresa do ano", disse Turra em entrevista por telefone de São Paulo. "A perspectiva para a oferta teve muita piora nos últimos meses".

A escassez causou impacto em processadoras de frango como JBS e BRF, as maiores produtoras do país. A Cooperativa Agroindustrial Aurora, terceira maior exportadora da carne do Brasil, disse na segunda-feira que reduzirá a produção em 50% em julho e agosto em seu frigorífico Abelardo Luz, no estado de Santa Catarina. A queda da demanda doméstica, causada em grande parte pela recessão econômica, também vem forçando as empresas a reduzirem a produção.

'Novos prejuízos'

"As empresas estão adotando diversas medidas para evitar novos prejuízos", disse Ricardo Gouveia, diretor-executivo da Associação Catarinense de Avicultura (Acav), por telefone.

A Minuano fechou uma planta em Passo Fundo, no Rio Grande do Sul, e demitiu 300 trabalhadores após o fim de um contrato de fornecimento para a JBS, disse Turra. A JBS, segunda maior produtora de frango do Brasil, confirmou que decidiu não renovar o contrato de fornecimento, que expirou em 30 de abril. A capacidade de produção oferecida pela Minuano foi realocada para outras unidades, disse a JBS, em resposta por e-mail a perguntas, sem oferecer mais detalhes.

A Globoaves, que tem sede em Santa Catarina, paralisou a produção por 20 dias em seu frigorífico de Lindoia do Sul, disse uma pessoa com conhecimento direto do assunto. Os trabalhadores retornaram ao trabalho na segunda-feira, mas o abate na unidade foi reduzido de 50 mil para 40 mil frangos por dia, disse a pessoa, pedindo anonimato porque a informação não é pública.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos