Commodity cobiçada da China alimenta metade dos porcos do mundo

Alfred Cang

(Bloomberg) -- Ninguém avisou aos traders chineses de farelo de soja que o frenesi das commodities acabou.

Embora as negociações de diversos produtos, do aço aos futuros do algodão, tenham despencado depois que as autoridades reguladoras do país tomaram medidas para desinflar uma bolha especulativa em abril, o volume de contratos de farelo de soja continuou aumentando. A quantidade de ração animal que troca de mãos em um único dia na Bolsa de Commodities de Dalian é maior do que a consumida pelos EUA em um ano inteiro e supera amplamente as negociações na Bolsa de Futuros de Chicago.

Os preços na China deram um salto de 40 por cento neste ano, e os futuros nos EUA retornaram mais do que qualquer outra matéria-prima no Bloomberg Commodity Index. O clima seco no Brasil e inundações na Argentina ameaçam os suprimentos de soja, que é processada para produzir o óleo de soja e os farelos dados aos animais como ração. Há também especulação de que os traders chineses se surpreenderam com a força dos preços e agora estão comprando para reabastecer estoques esgotados.

"Usuários finais e traders na China mantiveram estoques baixos de farelo de soja na expectativa de fraqueza da demanda e dos preços", disse Monica Tu, analista em Xangai da Shanghai JC Intelligence, que se especializa no mercado de soja. "Nos últimos meses, eles tiveram que modificar essa visão e recuperar os estoques, o que fundamentou ganhos sólidos nos futuros".

Boom de negociações

No auge, um total de 8,4 milhões de contratos foram negociados na Bolsa de Commodities de Dalian, o equivalente a cerca de 42 milhões de toneladas, em comparação com 162.000 contratos, ou 15 milhões de toneladas, na Bolsa de Futuros de Chicago no mesmo dia. Projeta-se que os EUA consumirão cerca de 30 milhões de toneladas em 2015-2016, de acordo com o Soybean Meal Info Center. Espera-se que a China consuma mais de 60 milhões de toneladas.

As negociações foram provocadas pelo temor em relação à oferta e à demanda, em contraste com o frenesi mais abrangente das commodities ocorrido em abril, atribuído principalmente aos especuladores de curto prazo que aumentaram a rotatividade diária nos mercados de futuros do país pelo equivalente a US$ 183 bilhões. A liquidez sem precedentes gerou comparações com o rali do mercado acionário em 2015, impulsionado pelo crédito, que precedeu uma queda de US$ 5 trilhões e levou as bolsas a aumentarem as tarifas por transação e as margens devido a pedidos das autoridades reguladoras para limitar a especulação.

O farelo de soja é usado principalmente como suplemento proteico na ração de animais como porcos, frangos, ovelhas e gado, assim como na aquicultura. A China tem quase 60 por cento da população suína do mundo e produz cerca de 14 por cento da carne de frango do planeta, de acordo com o Departamento de Agricultura dos EUA.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos