Bolsas

Câmbio

Após alta de 160%, mexicana Peñoles parece sobrecomprada

Ben Bain

(Bloomberg) -- O rali de 160 por cento da Industrias Peñoles neste ano levou a mineradora mexicana ao nível mais sobrecomprado em mais de uma década.

O índice de força relativa (IFR) de 14 dias da empresa subiu para 93,6 na sexta-feira, nível mais elevado desde janeiro de 2004. Alguns analistas técnicos veem um IFR de 70 ou mais como um sinal de que um título pode estar destinado a cair.

A Peñoles vem tirando proveito da alta dos preços dos metais preciosos, incluindo o melhor início de ano do ouro em quatro décadas, porque os investidores buscaram ativos considerados seguros em meio ao temor em relação ao crescimento global e à decisão do Reino Unido, em referendo, de sair da União Europeia.

O ouro responde por mais de 40 por cento das vendas da empresa e é a maior fonte de receita da mineradora. A alta do lingote é positiva para um setor que tomou uma quantia recorde emprestada para expandir a produção depois que os preços atingiram altas históricas em 2011, mas depois registrou lucros reduzidos e até prejuízos quando os preços iniciaram um período de três anos de quedas.

"O mercado reagiu exageradamente", disse Carlos Hermosillo, analista de ações da Corp. Actinver, com sede na Cidade do México, que tem classificação de manutenção para as ações. O ouro "não é o único produto que a empresa possui. O mercado está encarando-o como um indicador mais que perfeito, algo que ele na verdade não é".

Os analistas consultados pela Bloomberg estão divididos em relação à Peñoles, com seis recomendações de manutenção e cinco de compra.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos