Bolsas

Câmbio

Mercado de ações dos EUA ainda não chegou ao pico, diz Birinyi

Joseph Ciolli

(Bloomberg) -- Após atingir recorde, o S&P 500 Index ainda tem chão pela frente, segundo Laszlo Birinyi.

A justificativa é a mesma apresentada por muitos investidores ultimamente: o sentimento negativo. O presidente da Birinyi Associates, de 72 anos, afirma que simplesmente não existem suficientes otimistas para se preocuparem com o rali de sete anos, o segundo mais longo da história. Com pouco risco de superaquecimento, o S&P 500 será capaz de testar os limites superiores de sua faixa de negociação, que ele diz ficar próxima de 2.182 -- 1,4 por cento acima do nível de fechamento de quarta-feira.

"Se o sentimento fosse de mais euforia poderíamos correr um perigo maior de chegar ao pico do mercado", disse ele em entrevista por telefone, de Westport, Connecticut, EUA. "As características do fim de um bull market não são evidentes. Nossa postura continua sendo de que o mercado subirá mais".

O S&P 500 subia 0,5 por cento, para 2.163,35, às 9h48 desta quinta-feira em Nova York, o que coloca o índice a caminho de um quinto aumento seguido.

Embora as ações dos EUA tenham acabado de registrar seu maior avanço em um período de 10 dias desde 2011, encerrando o período sem recorde mais longo em três décadas fora de um bear market, o bull market nunca decepcionou os céticos. Um dos sinais mais recentes: investidores individuais retiraram mais de US$ 80 bilhões das ações no período de janeiro a junho, saque mais rápido para qualquer primeiro semestre desde 1984, pelo menos, segundo dados compilados pela Bloomberg e pelo Investment Company Institute sobre fundos mútuos e fundos negociados em bolsa.

Uma das formas pelas quais Birinyi estabelece uma faixa para o S&P 500 se centra em sua média de movimentação de 50 dias. O teto desta faixa representa um aumento de 5 por cento a partir desse nível, enquanto o piso está 5 por cento abaixo dele. Ambas as medidas são calculadas diariamente. O pico de mercado de Birinyi é derivado da média móvel de 50 dias de 2.077,65, estabelecida na sexta-feira.

Um aumento para 2.182 em relação aos níveis atuais elevaria o índice a níveis inéditos após o S&P 500 registrar, na quarta-feira, um terceiro recorde seguido, fechando a 2.152,43. O teto está mais para uma indicação de quilometragem do que para uma placa de "pare", disse Birinyi.

"Nenhuma das métricas fundamentais ou técnicas estão em um ponto que me preocupe", disse Birinyi na quarta-feira. "Ainda vemos alguma relutância em comprar, o que na verdade é saudável para a continuidade de um bull market".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos