Bolsas

Câmbio

Fed reprova yuan em teste antes de inclusão em cesta do FMI

Elena Popina

(Bloomberg) -- Apenas dois meses antes do yuan ser incluído na influente cesta de moedas de reserva globais do Fundo Monetário Internacional, um novo relatório distribuído pelo Federal Reserve está lançando dúvidas quanto à capacidade da moeda chinesa de atingir o status de refúgio para os investidores.

Apesar de o yuan ter apresentado desempenho superior ao de alguns de seus principais pares entre 2011 e o fim de 2015, seu valor relativo caiu desde então na comparação com as moedas de refúgio tradicionais devido ao aumento da volatilidade de mercado, segundo um estudo publicado na semana passada. O relatório testou a relação entre um indicador das oscilações de preço no mercado de ações e o valor do yuan na comparação com o dólar, o iene, o euro, a libra esterlina e o franco suíço, percebidos como moedas de refúgio porque seus valores sobem em relação aos das demais divisas em períodos de incerteza.

"De uma forma geral, nossas conclusões não respaldam a sugestão de que o renminbi é, atualmente, uma moeda de refúgio e, nesse sentido, questiona a tese de que o renminbi está avançando rumo a um status de moeda de refúgio", escreveram Rasmus Fatum e Guozhong Zhu, da Universidade de Alberta, e Yohei Yamamoto, da Universidade Hitotsubashi, no relatório publicado pelo Federal Reserve de Dallas, citando o nome oficial do yuan.

Os esforços do presidente da China, Xi Jinping, para promover o uso internacional do yuan levou o Fundo Monetário Internacional a adicioná-lo à sua cesta de moedas de reserva de referência no ano passado, tornando-o parte do mecanismo de Direitos Especiais de Saque, ou DES, que entrará em vigor em 1º de outubro de 2016. Contudo, o yuan registrou uma desvalorização de 2,8 por cento neste ano, gerando impacto sobre o apelo global da moeda em meio ao temor quanto à força do crescimento econômico e à incerteza em relação ao compromisso do Banco Popular da China de permitir que a moeda seja negociada com maior liberdade.

O Banco Popular da China não respondeu a um pedido de comentário enviado por fax sobre o relatório.

O relatório do Fed apontou que durante o período completo de cinco anos até abril de 2016 o yuan caiu em relação ao dólar e ao iene e se valorizou em relação à libra e ao euro durante os picos do índice Chicago Board Options Exchange Volatility, um indicador das expectativas dos investidores para as oscilações do mercado de ações dos EUA.

"Isto oferece uma evidência condizente com algum grau de comportamento do renminbi como moeda de refúgio", escreveram os pesquisadores. Contudo, desde o anúncio do FMI sobre o DES, em novembro, "descobrimos que o valor relativo do renminbi na comparação com todas as candidatas tradicionais a moedas de refúgio cai com o aumento da incerteza no mercado", disseram.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos