Bolsas

Câmbio

Ações de bancos funcionam quando foco é economia dos EUA

Bailey Lipschultz

(Bloomberg) -- Uma das mais silenciosas histórias de sucesso do rali das ações neste ano é a das pequenas empresas financeiras dos EUA, que deverão registrar alta histórica enquanto seus pares de maior porte definham.

Impulsionado por lucros e dividendos mais elevados, o Russell 2000 Financial Services Index deu um salto de 7,8% neste ano, estendendo a vantagem que vigora desde o final de 2014 porque os investidores têm preferido bancos orientados à economia dos EUA, protegidos da turbulência internacional.

A divergência, agora, é a maior em quatro anos, com alta das empresas financeiras de baixa capitalização e baixa de 0,8% dos bancos de grande capitalização.

"Com os mercados atingindo novas altas, ativos de risco como as empresas de baixa capitalização têm conseguido se recuperar muito melhor e mais rapidamente", disse Michael Arone, estrategista-chefe de investimento da divisão U.S. Intermediary Business da State Street Global Advisors em Boston.

As empresas financeiras de baixa capitalização estão se aproximando da alta histórica de 2007, sendo negociadas apenas 1,8% abaixo, enquanto as de grande capitalização estão 37% abaixo de seu pico recorde.

Embora o Russell 2000 Index mais amplo também esteja liderando o S&P 500 Index neste ano, o desempenho superior é mais pronunciado no segmento das ações financeiras. A força relativa das empresas financeiras de baixa capitalização é a segunda mais elevada entre os principais setores.

As diferenças entre os grupos têm sido acentuadas em um ano marcado pelo drama no exterior, como o referendo de separação do Reino Unido e a desvalorização cambial da China, e provavelmente continuarão, disse Arone.

A resiliência da economia e dos consumidores dos EUA proporcionarão um benefício desproporcional aos bancos menores, disse ele. Os empregadores dos EUA geraram a maior quantidade de empregos desde outubro no mês passado, ajudando a dissipar o temor de que o crescimento econômico do país possa estar perdendo força.

"Estamos vendo a economia dos EUA agindo de forma muito mais saudável do que as do exterior", disse David Joy, estrategista-chefe de mercado em Boston da Ameriprise Financial, que administra US$ 776 bilhões.

"Quando a economia está se saindo bem e os mercados sobem, as empresas financeiras tendem a mover-se também em uma direção positiva. Isto beneficia especialmente as empresas regionais ou de menor capitalização".

Segundo projeção de analistas, as ações bancárias do Russell 2000 deverão ampliar os lucros em 22% neste ano e em 11% no próximo, contra 6% e 10% no caso dos papéis do S&P 500, mostram dados compilados pela Bloomberg. No índice de baixa capitalização, as ações financeiras são negociadas a 21,3 vezes os lucros, contra 15,6 de seus pares maiores.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos