Bolsas

Câmbio

Traders estão cautelosos com iene por possível decepção com BOJ

Netty Ismail

(Bloomberg) -- Alguns dos maiores traders de moedas do mundo apostam que o iene pode suportar quase qualquer coisa que Haruhiko Kuroda inventar na sexta-feira.

A Insight Investment Management, unidade do Bank of New York Mellon, tem uma previsão "quase estagnada" para o iene. O JPMorgan Chase & Co. diz que a moeda poderia disparar de 104,40 por dólar às 14h11 desta terça-feira em Tóquio para 102 na sexta-feira se o Banco do Japão (BOJ, na sigla em inglês) não atingir as expectativas do mercado e estender o avanço para 100 nos próximos meses. O iene, a moeda com o pior desempenho da Ásia neste mês, continua mais forte do que quando o BOJ expandiu inesperadamente o estímulo em outubro de 2014.

Quase 80 por cento dos analistas consultados pela Bloomberg projetam que Kuroda, presidente do banco central japonês, e seu conselho expandirão o programa recorde na reunião de dois dias que começará na quinta-feira. Os traders dizem que as autoridades econômicas terão que superar essas expectativas a fim de desvalorizar a moeda porque ela está perdendo a sensibilidade à flexibilização do BOJ, que incluiu a adoção de uma taxa de depósito negativa neste ano.

"Há uma grande precificação nas expectativas, portanto o obstáculo é certamente muito maior do que há algumas semanas no que tange ao que deve ser cumprido", disse Paul Lambert, diretor de moedas em Londres da Insight Investment, que administra mais de US$ 520 bilhões. "Há muito menos valor em adotar posição comprada no par dólar-iene aqui do que havia quando a moeda estava perto de 100 porque há muito mais precificação".

Alta

O iene subiu cerca de 15 por cento frente ao dólar neste ano, alta superada somente pelo real brasileiro entre 16 moedas de importância, já que o superávit da conta-corrente do Japão tornou a moeda mais atraente como refúgio contra a turbulência nos mercados. No mês passado, o iene chegou a 99,02 por dólar pela primeira vez desde 2013 depois que o Reino Unido votou por abandonar a União Europeia. Os traders de opções projetam que o iene e o franco suíço serão as únicas moedas de importância a se valorizar nas semanas e nos meses seguintes.

A apreciação vai de encontro às iniciativas de Kuroda para atingir sua meta de 2 por cento de inflação, porque a moeda mais forte barateia bens importados. Os preços ao consumidor no Japão caíram pelo terceiro mês consecutivo em maio após estagnarem em janeiro e fevereiro.

Um aumento das aquisições de fundos negociados em bolsa continua sendo a área com mais probabilidades de receber impulso, seguida de um corte mais profundo da taxa negativa aplicada à parte do dinheiro deixado pelos bancos comerciais no BOJ, segundo a pesquisa da Bloomberg com analistas. Pouco menos de metade dos participantes disse que Kuroda aceleraria as compras de títulos do governo, que vêm sendo o suporte principal de suas iniciativas para impulsionar a inflação.

"Existe um risco muito grande de que o BOJ decepcione", disse Laura Fitzsimmons, vice-presidente de taxas e vendas cambiais do JPMorgan em Sidney. "O risco é que o mercado tenha uma queda forte quando eles não conseguirem o que estão procurando".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos