Bolsas

Câmbio

COI usa monitor de apostas para prevenir trapaças na Rio 2016

Scott Soshnick

(Bloomberg) -- O Comitê Olímpico Internacional (COI) escolheu uma empresa com sede em Londres para monitorar apostas suspeitas nos Jogos Olímpicos, que poderiam sugerir trapaças na competição.

O serviço Sports Integrity Monitor, da Genius Sports, usará dados de mercados de apostas regulados e não regulados em busca de qualquer coisa incomum que possa sugerir manipulações de resultados. A empresa reportará as tendências em tempo real aos órgãos que administram o esporte, deixando para eles a tarefa de decidir se há algo de errado.

As apostas legais e ilegais na Olimpíada do Rio atrairão cerca de US$ 1 bilhão em todo o mundo, segundo Chris Eaton, ex-chefe de segurança da Fifa e especialista em manipulações de resultados. Isto representaria 50 vezes menos do que o que é apostado na Copa do Mundo e oito vezes menos do que é apostado apenas na final da Copa.

A estimativa inclui as casas de apostas de Nevada, que aceitarão apostas na Olimpíada pela primeira vez desde 2001, quando elas foram banidas durante a iniciativa do senador John McCain para proibir as apostas em todos os esportes amadores. As regulações de Nevada mudaram no ano passado e foram permitidas as apostas nos Jogos Olímpicos.

O acordo entre o COI e a Genius Sports abrange todas as competições cobertas pelo Sistema de Inteligência para Integridade das Apostas (Ibis, na sigla em inglês) do COI, criado há três anos, incluindo a Olimpíada e algumas competições organizadas por federações internacionais.

A Genius Sports trabalha também com a Premier League inglesa e com a Major League Baseball.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos