Bolsas

Câmbio

Novos modelos de PlayStation mudam vida útil dos consoles

Joshua Brustein

(Bloomberg) -- A Sony lançou duas versões novas de console do PlayStation 4 na quarta-feira: o PS4 Pro, um aparelho potente criado para jogos de realidade virtual e vídeo de alta qualidade, e uma versão mais fina e eficiente do PS4, um novo aperfeiçoamento do modelo original, que havia sido lançado em novembro de 2013.

O PS4 Pro chegará ao mercado no dia 10 de novembro por US$ 399. O PS4 custará US$ 299 -- US$ 50 a menos que o PS4 padrão hoje -- e estará disponível na maioria dos mercados no dia 15 de setembro. Algumas características de ambos os aparelhos tinham vazado e foram discutidas abertamente pela Sony durante os últimos meses.

Para a maioria dos aparelhos eletrônicos destinados ao consumidor, o lançamento de versões atualizadas não é incomum após um período de três anos. Mas os consoles de jogos têm seu próprio ritmo. Sete anos se passaram entre o lançamento do PlayStation 3 e o PS4, o novo console da Sony. Tecnicamente, os aparelhos revelados na quarta-feira não contam como uma nova geração -- a imprensa do setor se referiu com frequência ao PS4 Pro como uma espécie de PS quatro e meio. No entanto, eles representam uma transição notável para uma estratégia de atualizações mais frequentes na esperança de que as pessoas comprem um novo console mais de uma ou duas vezes ao longo de uma década.

"Estamos ajustando e acelerando nosso ritmo de inovação", disse Andrew House, CEO da Sony Interactive Entertainment.

A Microsoft, principal concorrente da Sony no setor de jogos, está adotando uma abordagem semelhante. A empresa já colocou à venda uma versão mais potente e compacta do Xbox One, chamada Xbox One S. Em junho, na conferência E3, a Microsoft anunciou planos para uma atualização maior, atualmente chamada Project Scorpio. Os detalhes continuam vagos -- parece que o Xbox apressou o anúncio para minar uma novidade similar da Sony. Mas a Microsoft afirma que essa atualização chegará às lojas no fim de 2017 e será mais potente que qualquer outro console do mercado.

Alguns fatores estimulam essa transição a atualizações mais frequentes. Os consoles de jogos são uma singularidade entre os aparelhos eletrônicos. Não existem muitos produtos que podem ser considerados essenciais mais de seis anos depois de terem passado de moda. Ao mesmo tempo, uma série de outras opções para jogar videogames -- de computadores extremamente potentes a smartphones baratos -- ganha atualizações com muito mais frequência. Os consoles mais antigos correm o risco de parecerem pouco potentes na comparação.

Em última instância, a principal ameaça tanto para o PlayStation quanto para o Xbox é que os consumidores não sintam mais a necessidade de ter um dispositivo só para jogar.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos