Como ver chuvas de meteoros e o melhor eclipse da sua vida

Nikki Ekstein

(Bloomberg) -- Na Islândia o turismo relacionado à aurora boreal cresceu tanto que se tornou um negócio de bilhões de dólares. De acordo com números do conselho de turismo do país, houve um impressionante aumento de 33 por cento ano a ano nas visitas à Islândia no inverno do ano passado e o número de visitas ao país como um todo mais do que dobrou desde 2010.

Talvez este seja apenas um reflexo do novo desejo dos turistas de se desconectar -- não há melhor desculpa para ignorar um email do chefe do que estar assistindo à dança de cores vívidas no céu à noite. Mas se isso é o que você busca, seria bom pensar em outros espetáculos astronômicos. O fato de tê-los visto dará a você o direito absoluto de contar vantagem -- além de férias inesquecíveis.

O melhor eclipse lunar da sua vida

Lição básica de astronomia: um eclipse lunar ocorre quando a lua se alinha perfeitamente à Terra e parece desaparecer atrás da sombra do planeta.

Entusiastas do céu noturno estão fazendo a contagem regressiva para 21 de agosto de 2017, quando o primeiro eclipse solar total em 38 anos poderá ser visto nos EUA. As empresas de meteorologia preveem que os melhores pontos de visão estarão na faixa que vai do sudeste de Madras, no Oregon, até Charleston, na Carolina do Sul.

Para quem estiver na África Oriental e na Ásia Central, um eclipse ainda mais raro acontecerá em 27 de julho de 2018.

Kait Parker, cientista atmosférica do Weather Channel, disse que essa será a próxima vez em que "a lua terá uma aparência vermelho-sangue visível a olho nu". Com base nos mapas de previsão elaborados pela Nasa, o eclipse poderá ser visto em grandes áreas da Ásia e da África, mas Madagascar contará com condições excepcionais no céu.

Chuvas de meteoros e bolas de fogo

Lição básica de astronomia: as estrelas cadentes não são estrelas -- são pequenas rochas que entram na atmosfera da Terra tão rapidamente que pegam fogo. As chuvas de meteoros são previsíveis e ocorrem com regularidade quando a Terra atravessa regiões repletas de detritos.

"A chuva de meteoros Perseidas chamou muito a atenção em agosto de 2016, quando 200 meteoros por hora foram vistos durante vários dias seguidos", disse Parker.

Mas, segundo suas estimativas, essa festa celestial será superada no quarto trimestre deste ano pela chuva de meteoros dos Taurídeos austrais, que poderá ser vista até 19 de novembro, de acordo com a Sociedade Americana de Meteorologia. A instituição calcula que o pico se dará nos dias 9 e 10 de outubro, mas Parker afirma que o momento mais esperado será no dia 5 de novembro, logo após a meia-noite. De acordo com ela, essa será a melhor oportunidade para ver bolas de fogo, ou seja, meteoros que brilham mais do que Vênus.

Título em inglês: Celestial Wonders for Your Bucket List Beyond the Northern Lights

Para entrar em contato com o repórter: Nikki Ekstein em N York, nekstein@bloomberg.net, Para entrar em contato com os editores responsáveis: Telma Marotto tmarotto1@bloomberg.net, Patricia Xavier

©2016 Bloomberg L.P.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos