Bolsas

Câmbio

Eletrodomésticos lançam poeira venenosa dentro de casa

Eric Roston

(Bloomberg) -- As pessoas compram as melhores casas que podem. Elas passam anos --às vezes décadas-- investindo em decoração para ter conforto. Não surpreende que passemos 90% de nossas vidas dentro de casa.

Móveis. Cortinas de banho. Eletrônicos como TVs, computadores e videogames. Carpetes, cosméticos e até purificadores de ar e sabonete. Tudo isso é usado para tornar a vida mais fácil, gostosa e divertida. No entanto, muitos desses símbolos agradáveis de sua renda suada trazem um preço escondido: eles podem estar matando você lentamente.

Ninguém nunca disse que os plásticos e produtos químicos industriais eram bons para uma vida saudável. Mas alguns deles são realmente bastante perigosos, o que é uma pena, porque eles estão por toda parte, segundo uma análise abrangente publicada na Environmental Science and Technology feita por sete pesquisadores de três universidades e dois grupos ambientalistas.

Eles analisaram os aspectos científicos e identificaram as 45 substâncias --ftalatos, fenóis, retardadores de chama, fragrâncias e produtos químicos fluorado -- que normalmente vazam mais dos produtos e se tornam parte do ar e da poeira doméstica. Essas toxinas, quando flutuam dentro de sua casa ou apartamento, estão ligadas a perigos endócrinos, reprodutivos, de desenvolvimento, neurológicos e imunológicos. E provavelmente câncer.

Quando assumem a forma de poeira, "elas podem entrar em seu corpo", disse Ami Zota, professora assistente da Faculdade de Saúde Pública do Instituto Milken, da Universidade George Washington, e coautora do estudo. "Sabemos que esses produtos químicos, mesmo em baixos níveis, podem provocar efeitos negativos à saúde".

Produtos químicos normalmente já soam obscuros e aterrorizantes. Considere o monóxido de dihidrogênio, capaz de matar pessoas em minutos ao entrar no sistema respiratório, mas que na verdade é apenas uma forma diferente de chamar a água. Os produtos químicos encontrados mais frequentemente nas residências das pessoas soam ainda mais como químicos.

- TCEP, também conhecido como tris(2-cloroetil) fosfato, um retardador de chama comum em móveis, incluindo colchões de crianças.

- DEHP, também conhecido como Di (2-etilhexil) ftalato, a toxina mais abundante presente nas residências. Pode aparecer em fios e cabos, pisos vinílicos, persianas de vinil e até em dispositivos médicos.

- HHCP, também conhecido como galaxolide, normalmente usado em fragrâncias e suspeito de ser um disruptor endócrino, segundo Zota.

O mais fácil de fazer a respeito é também o mais simples. Um estudo científico de 2014 apontou que a sujeira deixada nos lenços umedecidos após o uso continha níveis de retardadores de chama comparáveis aos níveis de poeira de cada residência.

Em outras palavras: crianças, lavem as mãos. E, de preferência, com sabonetes sem antibióticos e sem fragrância, porque estes podem conter produtos químicos que são parte do problema. O novo estudo recomenda também evitar a poeira nas superfícies com panos ou esfregões úmidos e longe do ar com filtros HEPA.

O Silent Spring Institute, que participou da pesquisa, oferece um aplicativo gratuito para ajudar as pessoas a desintoxicarem suas casas. Uma pesquisa publicada em março mostrou que a leitura dos rótulos de ingredientes dos cosméticos pode levar a uma aquisição mais inteligente e a uma redução da exposição.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos