Google Cloud imita Amazon e IBM e oferece blockchain a clientes

Olga Kharif

(Bloomberg) -- Os serviços de computação em nuvem do Google serão usados para testar as tecnologias de blockchain para os bancos, área na qual IBM, Microsoft e Amazon têm cortejado clientes nos últimos 12 meses.

O Royal Bank of Scotland empregou servidores do Google no teste de um novo aplicativo de blockchain para compensação e liquidação, informou a consultoria GFT na sexta-feira, em comunicado. Os serviços em nuvem da empresa também serão usados por outros clientes bancários da firma, informou a GFT, que tem sede em Stuttgart, na Alemanha.

Até o momento, a International Business Machines (IBM) e a Microsoft foram as empresas mais ativas no lançamento de ferramentas especiais para desenvolvedores e no convite a bancos e startups para testar a nova tecnologia de banco de dados em seus enormes centros de dados. A Amazon.com, líder em serviços em nuvem, também vem trabalhando com startups de blockchain. A GFT é membro do Partner Program da Google Cloud Platform.

O blockchain é um livro distribuído no qual diversas empresas -- e bancos -- podem registrar transações de forma segura. O ponto forte do banco de dados é sua confiabilidade: a dificuldade de reverter ou alterar qualquer transação que tenha sido registrada. Ao facilitar a confiança e a colaboração, a tecnologia promete tornar muitos setores mais eficientes e reduzir os custos, por exemplo, da transferência internacional de dinheiro e do pagamento de fornecedores.

Empresas de finanças, abastecimento e saúde, entre outros setores, correm para testar o uso de blockchain e estão abrindo, assim, uma possível área nova de crescimento para os atores dos serviços em nuvem, como o Google, da Alphabet. Testes em nuvem muitas vezes são mais fáceis e podem ser feitos mais rapidamente do que testes nos próprios computadores de um banco.

Se os testes forem bem-sucedidos, os serviços em nuvem podem cumprir um papel no emprego do blockchain porque um banco de dados compartilhado por várias empresas é gerenciado mais facilmente em nuvem. Em todo o mundo, o mercado público de serviços de nuvem deverá alcançar US$ 204 bilhões neste ano, contra US$ 175 bilhões no ano passado, segundo a empresa de pesquisas Gartner.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos