Bolsas

Câmbio

Apple quer transformar HealthKit em ferramenta de diagnósticos

Alex Webb

(Bloomberg) -- Até o momento, o HealthKit da Apple basicamente coletava dados de condicionamento físico de seus aparelhos. No futuro, se a empresa conseguir, o software interpretará essas informações e transformará os resultados em conselhos para usuários, médicos e outros.

Dezenas de especialistas de saúde contratados pela Apple nos últimos anos estão desenvolvendo um software aprimorado de registro eletrônico de saúde que pode analisar melhor e compreender as implicações dos dados do paciente, de acordo com pessoas familiarizadas com os planos da equipe.

A fabricante do iPhone também está desenvolvendo novos aplicativos para o Apple Watch. Um deles ajuda os usuários a monitorar os padrões do sono, disse uma das pessoas. Outro aplicativo mede os níveis de condicionamento físico calculando o tempo que o ritmo cardíaco leva para cair do pico ao nível de repouso, de acordo com outra pessoa. A Apple já tem um aplicativo que mede o ritmo cardíaco, mas não interpreta esse dado.

O objetivo final da equipe de tecnologia médica da Apple é transformar o HealthKit em uma ferramenta que aprimora os diagnósticos, disseram as pessoas. O sistema poderia reduzir dois problemas que assolam o setor e que atrapalharam outras empresas especializadas nesse campo: a interoperabilidade -- possibilitando que os dados sejam transferidos entre hospitais com distintos bancos de dados; e a análise -- tornando fácil e rápido para os médicos extrapolar informações relevantes de montanhas de dados.

O CEO Tim Cook quer que a Apple se empenhe mais em software e serviços para garantir novas fontes de receita e fazer com que os clientes se tornem mais dependentes dos aparelhos da empresa. O setor mundial de cuidados com a saúde, que movimenta US$ 8 trilhões, é uma grande oportunidade.

"Se você dirigir por um tempo e seu carro ficar quente demais, ele pede para você parar. Se for necessário trocar o óleo, ele pede para você verificar o óleo. Qual o equivalente para o corpo?", disse Cook em uma conferência em maio, em Amsterdã. "A saúde é uma questão muito importante em todo o mundo e nós achamos que ela está pronta para a simplicidade e uma nova perspectiva."

Uma porta-voz da Apple preferiu não comentar.

Gliimpse

No início deste ano, a Apple comprou a Gliimpse, uma startup que desenvolveu um software para obter históricos médicos eletrônicos de distintos bancos de dados e em distintos formatos, e depois armazenar tudo em um único lugar.

"Trabalharei na construção de uma plataforma, um conjunto de interfaces de programação de aplicativos e um produto simples que oferecerá algo que acreditamos que será um aplicativo revolucionário de cuidados com a saúde para o consumidor pela primeira vez nos EUA", escreveu o engenheiro sênior da Apple Health, Mohan Randhava, em seu perfil do LinkedIn, que afirma que ele trabalhava para a Gliimpse até fevereiro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos