Bolsas

Câmbio

Esqueça os algoritmos, o peso argentino superou a libra

Elaine He

(Bloomberg) -- A libra, que neste ano já registra o pior desempenho entre 31 moedas importantes, atingiu o nível mais baixo em 31 anos, de US$ 1,1841, da noite para o dia. Trata-se da maior queda desde o referendo do Reino Unido, em junho, no qual foi definida a saída da UE. Para ter uma ideia da gravidade da situação, com a queda relâmpago a libra passou a ter um desempenho pior que o do peso argentino neste ano. Exatamente.

Nesta sexta-feira, as acusações apontavam principalmente para os algoritmos, mas há algo mais persistente nisso, relacionado às maiores probabilidades de um "Brexit difícil", em particular devido à retórica infeliz do Partido Conservador, que governa o país, na conferência realizada nesta semana.

Sim, o trading na Ásia provavelmente foi maximizado por algoritmos de computadores que iniciaram ordens de venda, mas a volatilidade é também uma resposta natural à incerteza em relação ao fato de o plano do Brexit ainda não ter sido elaborado, muito menos sido aceito, pelos líderes britânicos e europeus.

Essa coluna não reflete necessariamente a opinião da Bloomberg LP e de seus proprietários.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos