Bolsas

Câmbio

Carros autônomos serão positivos também para motocicletas

Kyle Stock

(Bloomberg) -- A tecnologia dos carros autônomos promete transformar bastante a indústria automotiva como a conhecemos. E poderá também mudar o negócio de venda de motocicletas -- mas de uma forma muito diferente.

Tudo se resume à segurança, segundo Karl Viktor Schaller, chefe de desenvolvimento da BMW Motorrad. Quando os robôs estiverem no volante, muito menos motociclistas morrerão no trânsito e isso não passará despercebido por todas aquelas pessoas que anseiam ter uma motocicleta, mas sempre tiveram pavor de comprar uma.

"Haveria uma melhora drástica em termos de segurança para as motocicletas", disse Schaller. "E isso garantiria um grupo de usuários mais amplo."

A matemática é tão simples quanto atraente. Considere uma curva à esquerda no trânsito dos EUA: o veículo que vira e atravessa a pista em direção oposta tem pouca relação com o motociclista, mas é um dos maiores perigos para as motocicletas. Uma em cada cinco mortes de motociclistas no trânsito ocorre dessa forma nos EUA, segundo estatísticas de acidentes da Administração Nacional de Segurança do Trânsito Rodoviário dos EUA (NHTSA, na sigla em inglês).

Neste ano, cerca de 1.000 motociclistas perderão a vida nos EUA quando outros motoristas virarem à esquerda. Os carros que trafegam na mesma direção das motocicletas muitas vezes não notam que o veículo de duas rodas está fazendo uma ultrapassagem à esquerda. Os carros que viram quando vêm na direção oposta também não veem a motocicleta que está se aproximando ou subestimam sua velocidade.

Os carros robôs, em teoria, não cometerão nenhum desses erros. A princípio, eles poderão "ver" a motocicleta com sensores ou radares e alertar o motorista ou evitar ativamente que o veículo dê uma fechada na motocicleta.

Mas isso é apenas o começo. No futuro, as motocicletas "conversarão" com todos os demais veículos no trânsito, lembrando-os constantemente de onde estão, para onde vão e a que velocidade. "Podemos usar isso para construir uma zona de segurança eletrônica em torno das motocicletas", disse Schaller, da BMW.

Quando todos os aspirantes a motociclistas perceberem que o motorista próximo a ele já não representa uma ameaça existencial, as vendas subirão em alguns lugares. Xavier Mosquet, sócio sênior da Boston Consulting Group, disse que o impulso às motocicletas será maior em mercados como os EUA, onde são usadas mais por diversão, e na China e na Índia, onde muitos optam por esse meio de transporte relativamente barato.

Por outro lado, em lugares como a Europa, onde as motocicletas muitas vezes são a melhor forma de escapar do trânsito, os carros autônomos poderão acabar prejudicando as vendas, segundo Mosquet. Se tudo sair conforme o planejado, haverá menos congestionamentos e acidentes, menos lentidão causada pela curiosidade dos demais motoristas em relação aos acidentes e, portanto, menos a ganhar usando motocicletas entre os carros para escapar do trânsito parado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos