Bolsas

Câmbio

Cingapura eleva mão de obra de máquinas por maior produtividade

David Roman e Chanyaporn Chanjaroen

(Bloomberg) -- A última iniciativa de Cingapura para aumentar a produtividade está surgindo na movimentada praça de alimentação do segundo terminal do aeroporto de Changi.

Lá, passageiros famintos podem selecionar seu arroz com frango ou sua tigela de macarrão em uma máquina, pagar com cartão de crédito e retirar a comida -- tudo com um mínimo de interação humana e em claro contraste com a mão de obra abundante normalmente usada nas praças de alimentação em outros lugares da ilha.

É esse tipo de iniciativa automatizada que está surgindo mais frequentemente em Cingapura -- de táxis autônomos a sistemas de pagamentos com leitores de rosto para passageiros de trem -- em um momento em que a cidade-estado lida com o rápido envelhecimento da população, com o declínio das taxas de fertilidade e com a queda do crescimento econômico. Como as autoridades estão restringindo a chegada de trabalhadores estrangeiros após a reação contra a imigração, Cingapura recorre cada vez mais às máquinas para substituir mão de obra de baixo nível.

"A produtividade é um componente vital de crescimento, especialmente quando a contribuição da mão de obra para o crescimento está em queda e especialmente em economias avançadas como Cingapura", disse David Mann, economista-chefe do Standard Chartered para a Ásia. "Cingapura vem tentando estar na vanguarda da aplicação de uma maior automação."

A Select Group, operadora com sede em Cingapura da praça de alimentação do aeroporto de Changi, está tão satisfeita com as reduções de custo alcançadas até o momento que implementará o mesmo sistema em um estabelecimento do novo terminal do aeroporto, que deverá abrir no ano que vem.

O governo de Cingapura também está satisfeito. A SPRING Singapore, agência estatal responsável pela promoção de empresas e produtos locais, atualmente realiza processos licitatórios para duas praças de alimentação com um novo sistema que busca recompensar ganhos de produtividade: enquanto no sistema antigo a oferta vencedora era selecionada com base no preço, agora a agência aplicará um peso de 50 por cento à produtividade e o restante ao preço.

Aumento da produtividade

A SPRING poderá usar o sistema de ponderação da produtividade em todas as licitações futuras para novas praças de alimentação a céu aberto próximas a conjuntos habitacionais. A agência vê o sistema como um componente fundamental dos planos para aumentar a produtividade do setor de alimentos de Cingapura em 2 por cento anuais nos próximos cinco anos.

Para a Select Group, a substituição de trabalhadores humanos por máquinas e a dependência maior em relação aos pagamentos eletrônicos e à comunicação digital são o futuro inevitável de um setor que ficou para trás dos demais em Cingapura em termos de adoção de novas tecnologias, disse o diretor administrativo Vincent Tan em entrevista.

"Praças de alimentação com oito a nove empreendimentos normalmente precisam do mesmo número de caixas", disse ele. "Agora precisamos de apenas um."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos