3G pretende captar US$ 5 bi para novo fundo, dizem fontes

Ed Hammond e Craig Giammona

(Bloomberg) -- A empresa de aquisições 3G Capital busca investidores para um novo fundo, disseram pessoas familiarizadas com o assunto, e continua à caça de aquisições. As ações de grandes empresas de alimentos subiram porque os investidores estão especulando sobre os possíveis alvos.

O fundo de investimento brasileiro, liderado por bilionários como Jorge Paulo Lemann, busca pelo menos US$ 5 bilhões, disse uma das pessoas, que pediu anonimato porque os detalhes são privados. Não foi tomada nenhuma decisão a respeito do tamanho ou do setor dos possíveis alvos de aquisição, disseram as pessoas.

Procurado, um representante da 3G preferiu não comentar. O site Brazil Journal reportou antes que a 3G busca US$ 8 bilhões a US$ 10 bilhões para um novo fundo voltado para uma aquisição no setor de consumo.

Historicamente, a 3G mira grandes empresas de consumo. A firma combinou cervejarias latino-americanas antes de arquitetar uma fusão de US$ 11 bilhões com a belga Interbrew em 2004. Na sequência, em 2008, promoveu a união de US$ 52 bilhões com a Anheuser-Busch e formou a maior fabricante de cervejas do mundo. Em 2014, a Burger King Worldwide, de propriedade da 3G, adquiriu a rede canadense de cafés e rosquinhas Tim Hortons.

No ano passado, a 3G comprou a Kraft Foods e a combinou com a H.J. Heinz em um negócio de US$ 46 bilhões com o apoio da Berkshire Hathaway, de Warren Buffett.

A notícia sobre a possível nova captação de recursos elevou as ações de grandes companhias americanas de alimentos embalados na terça-feira porque os investidores estão apostando que companhias como Campbell Soup, Mondelez International, General Mills e Kellogg podem virar alvos.

Na terça-feira, as ações da Campbell subiram 3,3 por cento, maior alta desde 30 de junho, no fechamento do pregão em Nova York. A Mondelez ganhou 4,1 por cento, a Kellogg subiu 2,7 por cento e a General Mills, 3 por cento.

Essas companhias vêm sendo mencionadas como possíveis alvos da 3G porque estão tendo vendas fracas. O setor de alimentos está passando por uma ampla desaceleração porque os consumidores estão buscando alimentos mais frescos e menos processados.

A grande presença da 3G no setor aumentou a pressão para que as companhias cortem custos e ampliem as margens. O orçamento base zero, medida de corte de custos popularizada pela empresa de private equity, agora se espalhou pelo setor.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos