Bolsas

Câmbio

Esse robô degusta vinhos melhor que você

Ian Frisch

(Bloomberg) -- Você quer comprar uma garrafa de vinho nos EUA. Você sabe mais ou menos o que quer -- tintos fortes, brancos frescos --, mas quase nada além dos nomes de algumas uvas.

Você vai até a adega mais próxima, que, se for boa, terá um grande leque de opções: tintos de Oregon, da Argentina e da Itália; brancos da África do Sul, do estado de Nova York e da Califórnia; espumantes da França. Como garantir que seu dinheiro será bem gasto? Você vai até o balcão, onde a caixa sorri antecipando-se à pergunta que ela já sabe virá: pode me ajudar?

Dustin Wilson acha que existe uma forma melhor de comprar vinhos. "Só porque um funcionário acha que um vinho é incrível isso não significa que o cliente vá gostar", diz ele. E ele sabe bem: Wilson é um dos únicos 230 mestres sommeliers do mundo (o documentário Somm, de 2013, retratou sua busca para chegar lá).

Em seu currículo, o trabalho de diretor de vinhos do restaurante nova-iorquino Eleven Madison Park, com suas estrelas do guia Michelin -- emprego dos sonhos para um amante de vinhos, mas que ele deixou em 2015. "Eu olhava para o panorama da venda de vinhos no varejo e imaginava o que eu poderia fazer que fosse mais promissor do que um restaurante", diz Wilson. "O varejo não evolui há muito tempo, por isso eu queria movimentar as coisas."

Essa inquietação resultou no Verve Wine, um site de comércio eletrônico baseado em algoritmo que será lançado em dezembro com cerca de 1.000 garrafas à venda.

Os candidatos a clientes começam visitando a loja de Manhattan de Wilson, que deverá ser inaugurada em 14 de novembro, e sentando-se com ele ou com algum de seus seis sommeliers certificados.

Cada cliente é submetido a uma sessão de perguntas e respostas sobre degustação de vinhos -- as perguntas são preparadas com o cuidado de evitar jargões pretensiosos -- e os resultados são inseridos em um programa personalizado. Para os enófilos de fora de Nova York, é possível iniciar o processo com um questionário no site vervewine.com.

"O algoritmo se baseia na atribuição de valores a cada um dos componentes que consideramos importantes no vinho: acidez, nível de tanino, teor alcoólico e a presença de carvalho, ervas, flores, frutos, terra e especiarias", diz Wilson.

Quando você cria um usuário no site da Verve, o algoritmo apresenta recomendações ajustadas ao perfil de seu gosto. Você pode classificar vinhos depois de tomá-los, também, para ajudar a refinar as opções; quanto mais você compra, melhores ficam as sugestões. E se você prefere apenas comprar uma garrafa na Verve sem criar um perfil, está tudo bem, também -- a maior parte delas sai por US$ 25 a US$ 50 na internet e pode ser entregue em todo o território americano, diz Wilson.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos