Bolsas

Câmbio

Brexit ressuscita pacotes de férias no Reino Unido

Christopher Jasper

(Bloomberg) -- A desvalorização da libra esterlina depois que o Reino Unido decidiu, em referendo, sair da União Europeia está ressuscitando a demanda por pacotes de férias porque os britânicos tentam evitar a incerteza de pagar em euros por hospedagem, translado do aeroporto e refeições.

A demanda por viagens all-inclusive, que desapareceu na década de 1990 com o surgimento das empresas aéreas de baixo custo, está aumentando porque a queda de 15 por cento da libra frente ao euro neste ano encoraja as pessoas a fixar o preço de sua folga antes de sair de casa, sugerem números publicados nesta quinta-feira pela Jet2, uma companhia aérea britânica de viagens de lazer.

O número de pacotes de férias reservados na Jet2 disparou 36 por cento nos seis meses até 30 de setembro, e as vendas só de voos caíram 5 por cento, informou em um comunicado a Dart Group, proprietária da empresa aérea. Agora, clientes de pacotes representam 50 por cento dos passageiros, frente a 42 por cento há um ano.

A Dart afirmou que embora a desvalorização da libra possa provocar pressões para aumentar os preços, a empresa confia na resiliência das viagens de lazer e está "encorajada" pela maior proporção de clientes que opta por pacotes. Os lucros operacionais aumentaram 14 por cento no primeiro semestre, para 167,5 milhões de libras (US$ 180 milhões), as reservas para o inverno boreal coincidem com as expectativas e as metas para o ano completo provavelmente serão levemente superadas, afirmou a empresa.

As ações da Dart chegaram a avançar 8,9 por cento, o maior ganho em mais de um ano, e operavam com alta de 6,2 por cento, a 4,285 libras, às 10h59 em Londres.

Promoções all-inclusive

A Jet2 adotou uma visão bullish do ambiente posterior à votação do Brexit. Em 21 de setembro, ela anunciou que abriria uma base no Aeroporto Stansted de Londres em março, fazendo frente à gigante das passagens com desconto Ryanair Holdings no maior centro da operadora irlandesa. A Jet2 irá de Stansted a 21 destinos europeus com seis novos aviões 737-800 da Boeing.

A maioria das empresas de viagens da Europa faz parte de operadores de turismo especializados, como a TUI e a Thomas Cook, mas a Jet2 foi fundada como uma companhia aérea e acrescentou uma divisão de férias só em 2007. Quase 40 por cento de seus pacotes são vendidos em promoções all-inclusive pensadas para famílias com orçamentos ajustados e incluem voos, translados, refeições, bebidas alcoólicas para adultos e lanches para crianças.

A operadora antigamente se concentrava no norte do Reino Unido, com sede no aeroporto de Leeds-Bradford e nove bases, entre elas Glasgow, Manchester e Newcastle upon Tyne. A Ryanair implementará 50 aviões que serão entregues neste ano fora do Reino Unido porque projeta uma queda nas viagens provocada pelo Brexit.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos