Bolsas

Câmbio

Apple vence bancos da Austrália em disputa por pagamento móvel

Emily Cadman

(Bloomberg) -- A Apple conquistou uma vitória na batalha mundial pelo controle do futuro da tecnologia de pagamentos móveis depois que o órgão australiano que regula a concorrência se recusou a conceder a um grupo de bancos locais a permissão para negociar coletivamente sobre a implementação do Apple Pay.

A Comissão Australiana de Concorrência e Defesa do Consumidor (ACCC, na sigla em inglês) informou nesta terça-feira em uma decisão preliminar que era "insatisfatório" que os prováveis benefícios de permitir que os bancos negociassem com a Apple como um bloco superassem as desvantagens. Possibilitar negociações coletivas "poderia reduzir a concorrência entre os bancos na oferta de serviços móveis de pagamento para iPhone", afirmou o órgão regulador.

Os bancos australianos vinham tentando fortalecer sua posição de negociação nas discussões com a Apple em meio às preocupações de que o uso disseminado de cartões de pagamento com a tecnologia contactless na Austrália possibilite à empresa dos EUA conquistar uma grande fatia do mercado de pagamentos móveis.

A tecnologia da Apple impede qualquer aplicativo, à exceção do seu, de usar o recurso da antena de NFC do iPhone, que possibilita realizar pagamentos com leitores que não requerem contato. A Apple quer que os bancos permitam que seus clientes insiram seus cartões de crédito em sua carteira digital patenteada.

O Commonwealth Bank of Australia, o National Bank of Australia, o Westpac Banking Corp. e o Bendigo & Adelaide Bank haviam solicitado à ACCC o direito de negociar como um bloco com a fabricante do iPhone citando uma "disparidade significativa no poder de negociação".

Carteira móvel

Como a maior rede de transporte do país deverá começar a testar um sistema em que os passageiros podem pagar com uma carteira móvel e as agências governamentais estão começando a lançar versões digitais dos cartões de concessão, os bancos esperam que a adoção de carteiras móveis aumente. Tendo investido fortemente nos últimos anos em seus próprios aplicativos móveis e tecnologia para os pontos de venda, eles estão preocupados com a possibilidade de serem excluídos de um mercado de crescimento por ofertas de terceiros.

Um porta-voz da Apple acolheu bem a decisão da ACCC. "Acreditamos que a decisão preliminar de hoje é ótima para os australianos e queremos continuar trabalhando com os bancos individualmente na Austrália e em todo o mundo para oferecer o Apple Pay a seus clientes", disse o porta-voz.

O grupo de bancos informou que continuaria lutando pelo direito de negociar coletivamente com a Apple enquanto não sair a decisão final da ACCC, prevista para março de 2017.

"Se a determinação preliminar do órgão australiano de regulamentação da concorrência se mantiver, efetivamente não haverá nenhuma concorrência contra a Apple para os pagamentos móveis no iPhone", disse Lance Blockley, assessor sênior da empresa de assessoria financeira Novanta que está atuando como porta-voz dos bancos requerentes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos