Oi inicia conversas com detentores de eurobônus do grupo da G5

Cristiane Lucchesi e Fabiola Moura

(Bloomberg) -- A operadora de telefonia Oi, que entrou com pedido de proteção contra credores em junho, iniciou negociações com os detentores de eurobônus assessorados pela G5 Evercore.

"Eu me encontrei com o presidente da Oi, Marco Schroeder, na segunda-feira e tivemos uma discussão muito produtiva e construtiva", disse o presidente da G5 Evercore, Corrado Varoli, acrescentando que estão sendo agendadas reuniões com todas as partes interessadas, incluindo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Um novo grupo de credores da Oi anunciou a contratação da G5 Evercore para consultoria financeira na quinta-feira. Attestor Capital e York Capital Management estão entre os fundos que participavam do comitê assessorado pela Moelis & Co. e recentemente se separaram para se juntar ao novo grupo, que já conta com a Aurelius Capital Management entre seus integrantes, segundo reportagem da Bloomberg na semana passada.

A operadora tenta sanar uma dívida de aproximadamente US$ 19 bilhões e selecionou a Laplace Finanças para substituir a PJT Partners na prestação de assessoria financeira, de acordo com documentos apresentados na semana passada, sinalizando desejo de voltar à mesa de negociação com credores após um impasse.

"A Oi confirma que começou a conversar com G5 e esclarece que a contratação de Laplace tem o objetivo de dinamizar este processo, tanto que já iniciou também contato com a Moelis", afirmou a empresa em resposta por e-mail a perguntas da Bloomberg.

O grupo aconselhado pela Moelis apresentou uma petição ao tribunal de falências na semana passada, pedindo que a Oi iniciasse diálogo com os credores. A Moelis não respondeu a um e-mail da reportagem solicitando comentário.

Disputando posição prioritária

Os detentores de títulos de dívida discordam sobre quais papéis têm prioridade para pagamento, mesmo antes de a Oi entrar com pedido de recuperação judicial, em junho. A Aurelius defende que o grupo original de 70 integrantes, representado pela Moelis, não pode representar todos os credores por causa dessas diferenças.

A assessoria-butique G5, na qual a Evercore Partners tem participação de 47 por cento, foi criada em 2007 por Varoli, que já foi sócio do Goldman Sachs Group. A G5 assessorou processos de reestruturação para as construtoras Engevix Engenharia e OAS e também realizou a avaliação da emissão de ações da Eneva, empresa de energia que pediu proteção contra credores em dezembro de 2014.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos