Bolsas

Câmbio

NY vai ganhar mirante de 305m de altura na estação Grand Central

David M. Levitt

(Bloomberg) -- Os turistas que visitarem Nova York terão mais uma opção para ver a cidade do alto.

A SL Green Realty deve anunciar hoje que o 1 Vanderbilt, o arranha-céu de escritórios que a empresa está construindo perto da estação Grand Central de Manhattan, terá um deck de observação com espaços internos e externos a mais de 305 metros de altura. Já foram iniciadas as obras de fundação da torre em Midtown, que deverá ser a segunda mais alta de Nova York, com 427 metros, quando for concluída em 2020, segundo o cronograma.

O mirante se une aos do Empire State Building, do 1 World Trade Center no centro, ao "Top of the Rock" do número 30 do Rockefeller Center e do planejado para o número 30 de Hudson Yards, programado para estar pronto em 2019. A SL Green estima que seu deck será um "negócio de margem bastante elevada", assim como os dois observatórios do Empire State Building, disse Rob Schiffer, diretor-gerente da companhia e líder do projeto 1 Vanderbilt.

"O que pode nos diferenciar é a experiência sem igual entre os decks de observação concorrentes", disse Schiffer, em entrevista. "Em primeiro lugar está a localização. A estação Grand Central é uma das atrações mais visitadas de Nova York e do mundo."

Grand Central

O deck se conectará diretamente ao terminal ferroviário -- cujo teto abobadado e arquitetura Beaux Arts atraem turistas e passageiros corriqueiros -- com acesso por um corredor do saguão principal da Grand Central. Os planos estão sendo desenvolvidos pela GSM Project, que tem sede em Montreal e projetou os decks do Burj Khalifa, em Dubai, o edifício mais alto do mundo, e da torre The Shard, em Londres.

Schiffer preferiu não dizer quanto a SL Green, a maior proprietária de espaços de escritórios de Nova York, planeja cobrar pela visita ao observatório, nem estimou quanta receita a empresa espera gerar.

Os observatórios têm sido um negócio lucrativo no Empire State Building, em Midtown. Segundo balanços da proprietária Empire State Realty Trust, a receita anual dos dois decks da torre -- um no 86º andar, outro no 102º -- aumentou quase 40 por cento desde 2011 e continuou crescendo mesmo após a abertura do One World Observatory no 1 World Trade Center, no ano passado, no Baixo Manhattan.

"O observatório do Empire State Building tem se mostrado bastante resistente diante da nova concorrência do 1 WTC, com resultados muito melhores do que esperávamos", disse Jed Reagan, analista da empresa de pesquisa imobiliária Green Street Advisors, por e-mail. "O sucesso contínuo do negócio salienta o poder da marca global do Empire State Building."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos