Bolsas

Câmbio

InVivo mira acordos no Brasil para ampliar trading de grãos

Isis Almeida

(Bloomberg) -- A InVivo, maior exportadora de trigo da França, busca investimentos no Brasil após garantir presença no maior porto de exportação do país com o objetivo de diversificar o trading incluindo milho e soja em seu portfólio.

A união de cooperativas de grãos francesas fechou acordo para utilizar 20%do terminal da T-Grão Cargo Terminal de Granéis em Santos a partir do ano que vem, segundo o CEO da InVivo, Thierry Blandinères. A InVivo também enxerga oportunidades de se associar ou adquirir empresas menores no Brasil para aumentar sua presença em mercados de milho e soja.

"Há muitas oportunidades no Brasil porque existe falta de financiamento", disse Blandinères, em entrevista em Paris, na terça-feira. "É um momento difícil para os negócios no Brasil."

A InVivo vem diversificando seus negócios expandindo-se no exterior. Suas operações internacionais renderam 3,24 bilhões de euros (US$ 3,45 bilhões) em receita no período de um ano que terminou em junho. Foi a primeira vez que superaram sua unidade francesa, que obteve 3,16 bilhões de euros. As vendas subiram 13 por cento no período em relação ao ano anterior, informou a companhia na terça-feira.

O milho e a soja apresentam mais oportunidades de trading do que o trigo devido à demanda da Ásia e à volatilidade dos preços, disse Blandinères. Os futuros da soja em Chicago atingiram o nível mais alto em dois anos em junho e desde então caíram 11%.

As grandes oscilações de preço fizeram com que o setor de agronegócio de empresas como a americana Cargill, a alemã BayWa e a Wilmar International, de Cingapura, reportassem prejuízos relacionados à soja no início do ano.

Colheita fraca

A colheita fraca deste ano reduzirá as exportações francesas de grãos da InVivo pela metade e os embarques de trigo da safra 2016-2017, que começou em julho, chegarão a no máximo 4 milhões de toneladas, disse Blandinères.

A companhia mantém o otimismo de que conseguirá equilibrar a piora dos resultados das exportações francesas de trigo com ganhos nos negócios em outras partes, inclusive com o escritório de trading de Cingapura e com as novas operações estabelecidas em São Paulo neste ano, disse ele. A empresa aposta em lucros maiores de suas unidades de nutrição animal e vinho.

A InVivo também está ampliando a aquisição de grãos em outros países, como Ucrânia, Rússia e Alemanha, para abastecer seus clientes neste ano, disse ele. A empresa visa a aumentar a colaboração entre suas cooperativas-membros para otimizar as operações e facilitar as exportações, disse ele.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos