Bolsas

Câmbio

Drone da Amazon entrega pipoca em domicílio e faz história

Alan Levin e Spencer Soper

(Bloomberg) -- A gigante do varejo Amazon.com realizou sua primeira entrega com drone a um cliente real, deixando um de seus aparelhos de streaming Fire TV e um saco de pipoca em uma residência no interior da Inglaterra 13 minutos após receber um pedido on-line.

A entrega ocorreu em 7 de dezembro perto de Cambridge, em zona autorizada pelas autoridades do setor de aviação do Reino Unido para voos de testes de drones, segundo um tuíte de quarta-feira do CEO da companhia, Jeff Bezos, e um vídeo que documenta o voo. "Primeira entrega da história a um cliente #AmazonPrimeAir concluída", disse Bezos no tuíte. "13 minutos do clique à entrega."

O quadricóptero customizado é visto no vídeo flutuando sobre campos agrícolas verdes antes de pousar no gramado e deixar o pacote. O cliente de bochechas avermelhadas, identificado apenas como Richard B., de Cambridgeshire, aparece caminhando até o jardim para apanhar as compras após a decolagem do drone.

"Estamos começando com dois clientes agora e nos próximos meses ofereceremos participação a dezenas de clientes que moram a vários quilômetros da nossa unidade no Reino Unido. Depois ampliaremos para centenas", disse o narrador do vídeo. "Depois disso, bem, seria fácil dizer que o céu é o limite, mas isso já não é exatamente certo, não é mesmo?"

Apesar de o voo ter sido realizado dentro das normas britânicas, que por enquanto proíbem esse tipo de entrega de forma generalizada, o feito é um marco na disputa de empresas como Amazon e Alphabet para utilização de veículos não-tripulados para transformar a maneira como os clientes compram e recebem produtos. A companhia está iniciando testes de entrega mais amplos em uma tentativa de coletar dados de segurança para justificar a expansão do programa.

Raio de entrega

A Amazon afirma que está realizando o teste no Reino Unido porque as regras nos EUA são muito estritas. A Amazon anunciou a entrega cinco horas antes do horário programado de uma reunião entre Bezos e outros líderes do setor de tecnologia com o presidente eleito Donald Trump, que prometeu reduzir restrições de uma maneira geral.

A Amazon está tornando seu serviço de entrega por drones disponível para clientes que moram a poucos quilômetros da unidade britânica construída para testar as entregas.

Depois que o pedido de 7 de dezembro foi recebido e os itens foram embalados, a carga foi automaticamente colocada dentro do quadricóptero. Um pequeno trilho levou o drone até o gramado externo do edifício da Amazon.

O drone, então, decolou e voou usando o software de automação da empresa para se orientar, disse o narrador no vídeo da companhia. As regras do Reino Unido exigem que um operador humano esteja de prontidão para assumir o controle na eventualidade de uma falha. Os drones não podem voar a mais de 122 metros de altura.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos