Bolsas

Câmbio

Alibaba revela manipulação de avaliações por 'maquiadores'

Lulu Yilun Chen

(Bloomberg) -- Um processo jurídico apresentado pela Alibaba está chamando a atenção para avaliações e compras falsas nos sites da empresa.

A maior operadora de comércio eletrônico da China processou a Shatui.com, que supostamente conecta comerciantes a pessoas dispostas a falsificar compras e escrever comentários positivos que podem ajudar os vendedores a subir nos rankings da Alibaba. A ação apresentada no Tribunal Popular do Distrito West Lake de Hangzhou é por 2,16 milhões de yuans (US$ 310.000). A Alibaba trabalhou com as autoridades que realizaram uma batida no escritório da Shatui e levaram seus livros contábeis pela suposta manipulação do mercado, informou a agência oficial de notícias Xinhua.

A Alibaba tem um histórico complicado com os chamados "brushing operators" (operadores de maquiagem), que aumentaram o volume bruto de mercadorias durante anos, mas agora prejudicam seus esforços para conquistar credibilidade. Como agora enfatiza vendas em vez de transações e está se expandindo para novos negócios, a empresa está tentando reprimir práticas questionáveis que provocaram a ira da imprensa estatal e dos investidores.

"A Alibaba não era tão estrita com essa maquiagem antes de abrir o capital, mas nos últimos doze meses ela tem reprimido duramente esse erro", disse Ray Zhao, analista da Guotai Junan Securities em Shenzhen. "Para a empresa, é essencial manter a credibilidade e o sistema em boa saúde porque eles querem atrair marcas maiores e de alta qualidade."

Comerciantes com violações podem ser punidos com reduções em sua pontuação ou até mesmo com o fechamento de seus negócios, informou a Alibaba, com sede em Hangzhou, em comunicado enviado por e-mail.

O site da Shatui.com já não está no ar e encaminha o usuário para um site de comércio eletrônico. Vários telefonemas para o número informado no site da matriz da Shatui não foram atendidos. Nenhuma defesa à ação da Alibaba é mencionada no site do tribunal. Um funcionário da linha geral do Tribunal de West Lake de Hangzhou disse que não atende a consultas sobre casos e desligou.

Indústria da maquiagem

Os operadores chineses estão aprimorando seus métodos ao terceirizar as tarefas de maquiagem para milhares de pessoas. A Shatui.com, por exemplo, supostamente recrutou mais de 5.000 pessoas em seu site, segundo a Xinhua.

A arte da maquiagem consiste em induzir um site como o Taobao, da Alibaba, a pensar que uma compra foi feita e disfarçar a movimentação de dinheiro que faz isso acontecer. O comprador falso se comunica com os comerciantes mediante aplicativos de mensagens instantâneas, como o QQ, e evita o serviço de chat da Alibaba.

A enxurrada de compras falsas prejudica os comerciantes que se recusam a entrar nesse jogo, por isso é ainda mais necessário que a Alibaba reprima essa prática e cuide bem dos comerciantes que lhe pagam milhões por anúncios.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos